30 maio, 2010

EXCLUSIVO: JUSTIÇA CASSA MANDATO DE VEREADORES

Outros réus: ex-vereadores e último prefeito perdem direitos políticos

Os vereadores Junior da Locadora (PV) e Azuir Cavalcante (PTB) foram condenados à perda da função pública em razão do julgamento de processo que os acusavam de praticar nepotismo na administração pública. Roberto Marques (PTB), ex-prefeito, Pedro Viviani (PMN), Vágner da Ótica (PSC), Wellington Lopes (falecido) e Edevaldo Gonçalvez (PR), ex-vereadores, também sofreram penas.

A sentença em primeira instância foi publicada no último dia 26 pela Juíza Cristina Inokuti em Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público (MP). Todos foram condenados à perda de função pública que estiverem exercendo na época do trânsito em julgado, à suspenção dos direitos políticos por 5 anos, pagamento de multa e proibição de contratar ou receber benefício do Poder Público pelo prazo de 3 anos.

A Ação Civil fora ajuizada após o ex-prefeito Roberto Marques não cumprir o Termo de Ajustamento e Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público. Marques se comprometera a exonerar parentes dele, dos então vice-prefeito, secretários e vereadores. De acordo com o MP, havia por volta de 50 parentes contratados em funções comissionadas. O órgão relatou ainda que parentes foram demitidos da Câmara de Vereadores e em seguida contratados pela prefeitura.

Marques alegou que não poderia demitir parte dos parentes contratados pois o exercício das funções era garantido pela lei municipal nº 3.303/2008, a qual, segundo a juíza, fora aprovada na Câmara de Vereadores e sancionada pelo então prefeito, em apenas 24 horas, com o único objetivo de manter parentes no cargo e institucionalizar o "nepotismo cruzado".

Essa lei, votada apenas 1 dia após a assinatura do TAC, conferia estabilidade aos comissionados que estivessem nas suas respectivas funções há mais de um ano. A Juíza Cristina estranhou a rapidez com a qual a lei foi sancionada. Segundo o relato "é incomum a aprovação de Lei em tão curto espaço de tempo, sobretudo em casos que não geram risco á ordem pública. O contexto sobre o qual a lei foi editada indica que, tanto o chefe do Executivo quanto os vereadores, somente a promulgaram e sancionaram, com o nítido intuito de burlar os princípios constitucionais, notadamente a moralidade, a impessoalidade e a igualdade".

Os vereadores alegaram em suas defesas que não participaram do TAC, não tinham a responsabilidade de contratar ou exonerar e que os parentes haviam sido contratados antes da promulgação da Súmula 13 do Superior Tribuna Federal, a qual tratava de nepotismo.

Na sentença, a Juíza Cristina relatou que o prefeito havia contratado 4 de seus parentes (filho, filha, ex-genro e cunhada) e filhos, cunhada, irmão, sogro e esposa dos vereadores. Tratou ainda a lei 3.303/2008 como inconstitucional e indicou que aqueles vereadores votaram a favor dela com intuito de se beneficiar do nepotismo.

A sentença fora finalizada informando que todos os réus praticaram crime de improbidade administrativa, o prefeito por contratar e os vereadores por ter seus parentes alocados na fuções, e que as atitudes revelam "a desmoralização da coisa pública, gerando prejuízo à imagem do Município e descrédito de seus órgãos perante a sociedade". A decisão poderá sofrer recurso no Tribunal de Justiça.

Rogério Mathias

O ex-vereador Rogério Mathias (PT) foi absolvido da ação pois sua esposa, Ângela Irene de Oliveira, fora nomeada para exercer o cargo de Diretora de Escola com amparo no Convênio celebrado entre a Prefeitura e o Estado. Ela, concursada, exercia o cargo de Professora e conclui-se que ambas funções possuem natureza semelhantes. Não se reconheceu, portanto, desvio de função.

22 maio, 2010

POLÍTICA DE ALUGUÉIS DE IMÓVEIS CONTINUA

A prefeitura de Poá continua com a política de gastar dinheiro público em aluguéis de diversos imóveis para abrigar os departamentos da administração. Nesta semana, novos contratos foram oficializados.

Segundo dados publicados no dia 20 no Diário Oficial do Estado, o imóvel no qual está instalado o Centro Municipal de Dança custará de aluguel aos cofres públicos o valor de R$ 13 mil mensais. Por todo o contrato, a prefeitura repassará aos proprietários o valor de R$ 390 mil. O espaço está localizado na Rua Vital Brasil, n 57, na região central.

Além do prazo estipulado para a vigência do contrato, a prefeitura pode realizar aditamento no documento e assim prorrogar o prazo de uso. Dessa forma foi que o executivo ampliou o contrato celebrado com o locador Francisco Rodrigues Molina. O prédio alugado será utilizado por mais três meses ao preço de mais de R$ 19 mil.

A construção de um prédio no qual centralizasse os serviços da prefeitura já foi tema neste blog, mas a prefeitura não mostra qualquer sinal de que tenha isso como objetivo. Um local no qual os serviços fossem centralizados facilitaria a vida dos munícipes além de reduzir custos, pois não mais seria necessário locar tantos imóveis na cidade.

O aluguel é permitido pela legislação. De acordo com a Lei 8.666/93 a administração pública é dispensada de realizar licitação nos processos de locação de imóveis, mesmo que o valor seja elevado.

Embora permitido, é preciso optar. Ou se faz uma gestão com redução de custos ou se usa a máquina pública sem a responsabilidade requisitada. Em Poá, prevalece ainda a segunda opção. Lamenta-se mais uma vez.

Por Leandro de Jesus

16 maio, 2010

SERTÃOZINHO CRIA OPÇÕES DE TURISMO

Ações do município deveriam servir de exemplo para Poá

Sertãozinho, cidade do interior paulista, tem trabalhado intensivamente para ampliar a recepção de turistas. A criação de atrativos no local serve de exemplo para Poá, que continua estagnada na área do Turismo.

O município de Sertãozinho, que se localiza a apenas 20 km de Ribeirão Preto, sempre foi conhecido por sua produção agrícola ou pelo time local de hóquei. Agora será lembrando por ter um monumento do Cristo maior que o do Rio de Janeiro.

De acordo com dados de O Estado de S.Paulo, publicado em 16 de Maio, o Cristo Redentor deverá ser a maior estátua brasileira, com 57 metros, superando em 27 o do Rio. O investimento deverá ultrapassar R$ 4 milhões.

O local onde a estátua será instalada era degradado e agora se transformará num parque com toda infra-estrutura necessária para receber visitantes, como lanchonetes, estacionamento e arborização. Ainda fechado, o lugar já recebe em torno de 100 pessoas nos fins de semana, declarou Marcelo Pelegrini, Secretário de Indústria e Comércio.

Exemplo

Neste blog já se tratou de outra cidade na qual Poá pode se espelhar, a cidade de Itu. Assim como agora trabalha Sertãozinho, aquele município se transformou num lugar turístico após criação de atrativos. Estes não necessitam ser somente naturais, mas também podem ser artificiais, como é a estátua de Cristo.

Não se que dizer, no entanto, que em Poá deva também ter um Cristo. Mas se pretente propor que o executivo trabalhe com o conceito de criar atrativos, e para isso é imperativo ter coragem para investir em algo que não gera retorno rápido, mas que essencialmente desenvolve o local, com a implantação de infra-estrutura adequada e geração de empregos.

A administração do prefeito Testinha, porém, no Turismo, continua como as outras. Projetos não saem do papel e também fazem propaganda de algo que não existe. Em 2009, Fernando Miranda, diretor de Turismo, havia reclamado que o município fazia propaganda de algo que não funcionava, como o balneário municipal. Hoje, no entanto, repete os mesmo erros. Em material divulgado pela Secretaria de Turismo, há propaganda de Turismo religioso, cultural, gastrônomico, de saúde, lazer e eventos. Pode-se dizer que em Poá ainda não é possível realizar turismo, mas eles teimam em divulgar.

Enquanto aqui se divulga algo que não existe, outros municípios, como Sertãozinho, trabalham sério na busca de turistas. Está na hora, portanto, de se fazer obras e não apenas projetos.

Por Leandro de Jesus

12 maio, 2010

FUTEBOL BURROCRÁTICO

Não foi nada animadora a convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo. O técnico Dunga seguiu coerente, consigo mesmo, e montou uma equipe sem brilho, sem estrelas e que joga um futebol burocrático.

Nunca a convocação final é aprovada de forma unânime mas a atual é reprovada de forma quase absoluta. Craques foram substituidos por jogadores medianos, brucutus, os quais não emocionam os torcedores.

Dunga até foi campeão da Copa América e das Confederações com este grupo e acredita que na Copa, competição bem mais difícil, o resultado positivo também virá.

É o que esperamos, mas o que mais temamos. Acostumamos a ver nos últimos anos nossa seleção com craques do nível de Ronaldo, Rivaldo, Bebeto, Romário, Cafu e Roberto Carlos. Hoje sofremos ao ver Elano, Júlio Batista, Josue e Grafite. Muitos dos atuais selecionados são reservas em seus clubes. Como acreditar, então, num alto rendimento da seleção? Dunga parece ser o único a acreditar.

Que Ronaldinho e Adriano não vivem o melhor de suas carreiras, ou Neymar e Ganso são jovens e sem experiência na seleção, todos sabemos. Mas na hora do sufoco, no momento em que tiver que tirar um coelho da cartola, só haverá aqueles jogadores comuns. Um craque, mesmo em situação adversa, é capaz de fazer algumas jogadas geniais. Os brucutus convocados, não

Torceremos, mas saibamos que sofreremos. Espero queimar a língua!!!

Por Leandro de Jesus

10 maio, 2010

FORMADO CONSELHO DE POLÍTICAS URBANAS

No último sábado, dia 8, uma comissão da prefeitura realizou o Fórum Municipal para eleição dos membros do Conselho de Desenvolvimento de Políticas Urbanas. A meta principal será revisar o Plano Diretor da cidade.

O Conselho será formado por sete membros do executivo e catorze representantes de entidades da sociedade, dos quais sete serão titulares e o restante suplentes.

O processo eleitoral ocorreu sem grandes problemas. Houve apenas dificuldade em limitar quais entidades poderiam participar, pois a lei que trata da formação do conselho é muito genérica. A comissão do evento, no entanto, deliberou sobre as dúvidas.

Entre os representantes de entidades, foram eleitos membros de igrejas, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do CRECI, CREA, sindicatos, Organizações não-governamentais e Sociedade Amigos de Bairros.

Os conselheiros se reunirão no fim do mês para aprovar o regimento interno e programar as próximas atividades.

O Conselho

O Conselho de Desenvolvimento de Políticas Urbanas terá o importante papel de revisar o Plano Diretor de Poá, que existe desde 2006 e deve ser reavaliado a cada 4 anos. Na Lei há itens importantes da organização do município, como o zoneamento urbano, a delimitação de construções habitacionais e industriais e formação de áreas de preservação.

É nesse momento que o grupo deve trabalhar para atacar a especulação imobiliária, especialmente nas poucas áreas verdes do município, bem como nas suas fontes, e principalmente no momento em que o Rodoanel chegar à cidade, alterando profundamente o espaço urbano.

Os interesses são conflitantes e espera-se que os membros eleitos tenham consciência e capacidade suficiente para que ajudem a cidade se organizar ambientalmente sustentável.

Por Leandro de Jesus

04 maio, 2010

FALTA TRANSPARÊNCIA NA CÂMARA MUNICIPAL

Câmaras que são transparentes tem vereadores mais fiscalizados

Há menos de um mês de entrar em vigor lei que exige transparência pela internet da execução orçamentária e financeira, a Câmara Municipal de Poá continua não facilitando acesso aos dados de gastos.

O sítio do órgão permanece sem atualização e sequer foi criada a página do Portal da Transparência. No entanto, a lei complementar 131/09 exigirá a partir do dia 27 que os órgãos governamentais de municípios com mais de 100 mil habitantes, como Poá, publiquem em tempo real os gastos públicos.

Tal medida tem como objetivo coibir desvios e corrupção e auxiliará numa melhor fiscalização da gestão das verbas públicas.

Como o legislativo poaense é pouco transparente, é mais difícil avaliar se ocorre em Poá o mesmo que aconteceu com vereadores de São Paulo. Neste município, legisladores utilizaram recursos para contratar empresas que só existem no papel, segundo dados de "O Estado de S.Paulo".

O levantamento dos desvios foi possível devido a divulgação de notas fiscais através da internet, algo que não acontece em Poá.

É lamentável que o Presidente da casa, Ricardo Massa, não tome atitude moralizadora, e que vereadores experientes como Junior da Locadora ou Azuir não façam pressão pública para que haja maior divulgação dos gastos.

Por Leandro de Jesus

23 abril, 2010

GASTOS COM SHOWS SÃO DIVULGADOS

Os valores empenhados na contratação e produção de shows em comemoração ao aniversário da cidade ultrapassam R$ 280 mil. Os dados foram divulgados no último dia 17, no Diário Oficial do Estado.

Houve shows de artistas locais, mas a maior atração do evento foi o cantor Daniel.

Somente o pagamento para a empresa Camillo Produções Artísticas Ltda custou R$ 164.500,00 aos cofres públicos. A empresa The Flavours Produções Artísticas Ltda foi contratada pelo valor de R$ 17.000,00, também para realização de show artístico.

Mais R$ 99 mil foram gastos com locação de geradores e sonorização e iluminação
de grande porte, pagos à JMA Sonorização e Iluminação Ltda e Khoury & Rodrigues Ltda.

Por lei, não é obrigatório a realização de licitações para esses tipos de eventos e o executivo gasta da forma que melhor lhe convém.

É importante salientar que estes valores representam apenas uma parte do custo total dos eventos realizados em comemoração ao aniversário da cidade.

Assim como o carnaval, a prefeitura de Poá investiu grande quantia na realização de shows, destacando seu apreço por gastos de milhares de reais com festas.

Por Leandro de Jesus

22 abril, 2010

PESQUISA ELEITORAL NESTE MOMENTO É EQUÍVOCO

Pesquisa eleitoral recém divulgada confirma o equívoco de se avaliar neste momento as intenções de voto. Quando ela é espontânea, fica claro a falta de interesse dos cidadãos no processo eleitoral.

A pesquisa do Ibope, divulgada no dia 21, fez pergunta espontânea sobre quem o eleitor votaria nas eleições, sem indicar os nomes dos candidatos. Lula aparece em primeiro lugar com 16% das intenções, seguido por Dilma, com 15%, e Serra, com 14%. Ciro, Marina Silva e Aécio Neves (PSDB) aparecem com 1%.

O eleitor há 6 meses das eleições não demonstra preocupação em conhecer os possíveis candidatos. Tal desconhecimento é constatado quando citam Lula. O presidente não poderá ser candidato no próximo pleito pois já terá cumprido dois mandatos consecutivos. Aécio Neves é outro político que também não deverá ser candidato a presidente, devido acordo no PSDB.

Essas citações confirmam que o eleitor não está preocupado com o processo eleitoral neste momento. Assim, os resultados podem ser tão falhos quanto danosos, pois podem induzir um futuro voto em candidato que esteja bem colocado, o que diminuiria chances de novos postulantes.

Por Leandro de Jesus

11 abril, 2010

MAIS UM PRÉ-CANDIDATO À PRESIDÊNCIA É DEFINIDO

No último sábado, dia 10, os militantes do PSOL aclamaram o promotor público aposentado, Plínio de Arruda Sampaio, como o pré-candidato do partido à presidência nas eleições deste ano. A decisão ocorreu na Convenção Nacional Eleitoral realizada no Rio de Janeiro.

Os dois outros pré-candidatos, Martiniano Cavalcanti e Babá, retiraram-se da disputa, fato que proporcionou a unanimidade dos votos a Sampaio.

Em nota oficial, o partido afirma que " entre os pontos que o PSOL deve defender na campanha, pretende fazer o contraponto à falsa polarização entre PT e PSDB, estão: o fim do pagamento dos juros e a auditoria da dívida pública; a implementação de um verdadeiro programa de reforma agrária, incorporando o estabelecimento de um limite de 1000 hectares para as propriedades rurais; uma política de reforma urbana que tenha como base a desapropriação dos imóveis desocupados para especulação imobiliária no país; o combate à privatização das florestas, à transposição do Rio São Francisco, à construção da usina de Belo Monte e aos transgênicos; entre outros".

O perfil de Sampaio aponto 50 anos de vida pública. Ele é bacharel em Direito pela USP e mestre em desenvolvimento econômico internacional pela Universidade de Cornell (EUA). Foi deputado federal por três vezes, tendo relatado o projeto de reforma agrária do governo João Goulart. Com o golpe, engrossou a primeira lista de cassados e foi para o exílio. À época, o cargo de promotor público que exercia desde 1954 também foi cassado – só sendo reconhecido novamente em 1984, quando foi anistiado e aposentado. Foi diretor de programas de desenvolvimento da FAO, órgão da ONU para agricultura e alimentação, trabalhando em todos os países da América Latina e Caribe. Um dos fundadores do PT, deputado federal constituinte e candidato a governador em 1990 e em 2006, já pelo PSOL. Atualmente é presidente da Associação Brasileira de Reforma Agrária (ABRA).

Por Leandro de Jesus
com Comunição Psol

10 abril, 2010

PT E PMDB ATRAPALHAM FICHA LIMPA

O PT e PMDB, mesmo após discussão da Ficha Limpa por dois meses, aceitaram que o projeto voltasse para a Comissão de Constituição de Justiça da Câmara, o que atrasa a votação e praticamente inviabiliza a aprovação para valer nas eleições deste ano.

Segundo informações de "O Globo", o DEM apresentou o requerimento de urgência, o qual impediria que o projeto voltasse para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) se alguma emenda for apresentada em plenário.

Só PSDB, PSC, PHS, PPS, PSOL e PV apoiaram a iniciativa, o que não foi suficiente para o requerimento ser colocado em votação.

PMDB e PT se comprometeram com o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), a assinar o requerimento no próximo dia 29, caso a CCJ ainda não tenha concluído a apreciação das emendas. Assim, o projeto voltaria ao plenário.

Nesta data, porém, praticamente inviabiliza-se que a lei valha ainda este ano, pois o projeto também deverá ser apreciado no Senado.

VOTAÇÃO DA FICHA LIMPA DECEPCIONA

Promessa de votação do Projeto Ficha Limpa para maio decepciona mais de 1,6 milhões de brasileiros


Há quase seis meses da entrega do projeto de iniciativa popular da Ficha Limpa no Congresso Nacional, a promessa de votação do substitutivo do PLP 518/09, no dia 07/04, na Câmara dos Deputados, acabou sendo adiada para maio. A tentativa do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) de conseguir a aprovação de requerimento de urgência para que a proposta fosse votada ainda na quarta-feira (07) não evitou que o projeto sofresse emendas de partidos e fosse enviado para a Comissão de Constituição e Justiça da Casa (CCJ).



A partir de agora a luta do MCCE e dos mais de 1,6 milhões de assinantes do projeto de lei de iniciativa popular sobre a vida pregressa dos candidatos continuará na CCJ da Câmara dos Deputados. Para o Movimento, como foi dito em nota publicada ontem (07), foi uma surpresa a decisão de nem se chegar a iniciar a votação do substitutivo do PLP 518/09, projeto da Ficha Limpa. A nova proposta é que o projeto fique na CCJ até o dia 29/04 e retorne para votação na primeira semana de maio. Caso até o final de abril a análise não tenha se encerrado na Comissão, o projeto voltaria de qualquer forma para ser votado em regime de urgência no Plenário.



O esforço para aprovação da proposta continua em todo o Brasil, com mobilizações e com a volta da coleta de assinaturas nos estados. A meta é chegar agora a 2 milhões de assinaturas que serão entregues novamente na Câmara.



Após passar mais de um mês sendo analisado por um grupo de trabalho criado pelo presidente da Casa, Michel Temer, especificamente para elaborar um texto final que seria votado em Plenário, o projeto Ficha Limpa passará por nova análise agora na CCJ. Representantes de todos os partidos faziam parte do grupo de trabalho, justamente com o intuito de receber sugestões de todos para o texto final. Na discussão, acertou-se em alterar a condenação exigida no PLP 518/09, de primeira instância para órgão colegiado.



O MCCE seguirá acompanhando todo o trâmite do texto na CCJ para evitar qualquer descaracterização que inviabilize o projeto, como algumas emendas já apresentadas. Para qualquer cidadão acompanhar as propostas de mudança no projeto basta acessar o site da Câmara dos Deputados (WWW.camara.gov.br) e buscar pelo PLP 518/09 ou seguir as decisões da CCJ diariamente.



Com o envio do projeto emendado para a Comissão, o espaço da Sessão Extraordinária da Câmara do dia 07/04, acabou sendo destinado ao debate sobre a Ficha Limpa com a palavra aberta aos deputados. Dos 30 deputados que se pronunciaram, apenas quatro se mostraram contrários ao projeto.





Fonte: Assessoria de Comunicação SE-MCCE

07 abril, 2010

EVENTOS CULTURAIS DO ANIVERSÁRIO NÃO PODEM PARAR

Já virou tradição em Poá. A cada aniversário, a prefeitura promove uma série de inaugurações e eventos culturais e esportivos. O cidadão preocupa-se, porém, que essas ações não sejam perenes mas apenas pontuais.

Os poaenses puderam assistir no último mês peças de teatro, de comédia, infantil ou drama. Palestras educacionais, de auto-ajuda ou sobre direitos. Mostra de cinema, exposição e shows completaram o cardápio. Mais recentemente a prefeitura contribuiu com o Passos da Paixão, promovido pelo Opereta.

A diversidade e quantidade de eventos foi positiva mas não se pode acontecer apenas nesta data. A Secretaria de Cultura tem de realizar constantemente essas ações.

Sabe-se que há programas culturais ativos, como a orquestra e agora a constituição de um centro de danças. É necessário transformá-los num projeto permanente, da cidade, dotando-os da infra-estrutura necessária para que não possam ser dispensados em um novo governo, como é de costume na cidade.

A grande presença do público nos eventos confirma que é necessário apenas oportunidade para que haja o interesse do cidadão. Não se pode parar. A cultura tem de continuar. Que a secretaria de cultura promova essas atividades o ano inteiro e transforme Poá numa cidade cultural. Chega de eventos esporádicos no aniversário da cidade.

Por Leandro de Jesus

05 abril, 2010

MAIS GASTOS COM CARNAVAL SÃO DIVULGADOS

Publicação no Diário Oficial do Estado confirma a alta despesa do evento na cidade

O valor dos contratos assinados pela prefeitura de Poá para a realização do carnaval 2010 ultrapassa meio milhão de reais. Dados recém divulgados demonstram que os R$ 180 mil que haviam sido repassados às escolas e blocos carnavalescos representam menos da metade dos gastos.

O custo com o evento deste ano, divulgado oficialmente, já está em torno de R$ 530 mil. Somente a empresa Gilberto & Eliane Estruturas Tubulares, contratada para montagem de camarotes, arquibancadas e outras estruturas, recebeu em torno de R$ 150 mil. A empresa contratada para disponibilizar banheiros químicos, Khoury & Rodrigues, prestou serviços por 4 dias pelo valor de R$ 63 mil.

Os outros gastos referem-se a sonorização, iluminação, montagem, transporte e mão-de-obra.

O alto custo do evento leva a crer que não faltará verba para problemas mais urgentes na cidade. Gasta-se este valor apenas quem está com dinheiro sobrando em caixa. Caso algo falte, esta desculpa não poderá ser dada.


Subvenção

Conforme já tratado neste blog, a subvenção às agremiações carnavalescas só foi realizada em virtude de uma manobra, que garantiu o repasse direto a elas. A Liga das Escolas de Samba está proibida de receber recursos por não prestar contas de anos anteriores.

Por Leandro de Jesus

03 abril, 2010

PROJETO QUER ACABAR COM CONCURSOS SEM NOMEAÇÃO

A deputada federal Luciana Genro (PSOL/RS) apresentou no mês passado o projeto de lei que pretende acabar com os concursos públicos que não geram nomeações de funcionários. O PL 6991/2010 determina que “a nomeação de candidato aprovado em concurso público no limite das vagas fixadas em edital é ato vinculado da administração pública”.

A parlamentar explica que "a despeito de juristas já terem se posicionado sobre o assunto e de ter o Superior Tribunal de Justiça já alterado a sua jurisprudência no sentido de estabelecer como direito adquirido o direito à nomeação dos candidatos aprovados em concursos públicos no limite das vagas ofertadas, a administração pública insiste em promover concursos sem a consequente nomeação dos aprovados, em total desrespeito aos milhares de candidatos".

Por Leandro de Jesus
fonte: Liderança do Psol

02 abril, 2010

ESTEVAM GALVÃO E SERRA MENOSPREZAM PROFESSORES

Governistas não tratam os docentes de forma adequada

Professores são peças fundamentais na educação escolar, mas tanto o ex-governador José Serra (PSDB) quanto o deputado estadual da região, Estevão Galvão (DEM), ignoram essa importância e demonstram menosprezo contra a categoria.

Tal atitude pode ser comprovada ao longo dos governos tucanos no Estado e foi ratificada neste último mês. Professores da rede estadual, exercendo seu direito, estão em greve desde 8 de março, porém não são recebidos para negociar pelo secretário de educação Paulo Renato de Souza.

Serra e Souza não querem e não têm o mínimo respeito em pelo menos sentar para dialogar. Enquanto eles ficam no "trono", perdem os professores e perdem os alunos que estão sem aulas.

Como apoio às decisões do governador, o ex-prefeito de Suzano, e atual deputado Estevão Galvão, também quer repelir a categoria. Nos preparativos para a inauguração do acesso de Poá à Rodovia Ayrton Senna, Galvão disse que queria muitas pessoas no evento, menos professores. Já na inauguração, o deputado ironizou os docentes presentes cumprimentando àqueles que estariam em sala de aula.

Isso é sinal de que estão longe de serem democratas, pois não negociam e querem os professores o mais longe possível. É assim, com desprezo, que o pré-candidato à presidência da república e o histórico político da região tratam nossos educadores.


A greve

A Apeoesp (sindicato dos professores) pede um reajuste salarial de 34,3%, no entanto o governo alega não poder realizar a concessão. Professores querem salário mais digno e são contra o benefício esporádico de bônus. Entretanto, no mês de março a secretaria distribuiu bônus aos funcionários da pasta e anunciou promoção a 20% dos docentes.

Serra acredita que o movimento é político. Mesmo que fosse, deveria receber os professores para dialogar e tentar acabar o movimento paredista, o quanto antes. Todos sabem que uma greve é prejudicial, principalmente os professores, os quais só a fazem por não haver mais outra alternativa.

O números de grevistas não pode ser informado com precisão, pois a secretaria de educação e o sindicato divergem no total. O fato é que com essa intransigência o governo estadual contribui para que milhares de alunos fiquem sem aulas.

Por Leandro de Jesus

31 março, 2010

SERRA INAUGURA OBRAS INACABADAS

O acesso de Poá à Rodovia Ayrton Senna foi inaugurado mas em seguida foi fechado para conclusão de obras. O evento ocorrido em 29 de março segue outros nos quais o governador, pré-candidato à presidência, tenta se auto-promover.

O evento, cheio de pompa, bajulação e políticos, serviu apenas para promover um governador prestes a largar o cargo para concorrer a outro. O mais importante para a população, porém, fica de lado. No dia 30, a pista foi fechada para conclusão de obras.

O serviço do governador é tão mal feito que até justificativas são divergentes. De acordo com informações do DAT (Diário do Alto Tietê), a empresa responsável pela obra teria dito que o local "estava fechado porque máquinas e funcionários da empresa ainda trabalhavam em alguns pontos do acesso". A prefeitura de Poá por sua vez disse que o palanque da cerimônia ainda estaria sendo desmontado.

Na semana passada Serra já havia inaugurado as novas pistas da Marginal Tietê sem que todos acessos estivessem concluídos e as sinalizações ou postos de iluminação tenham sido colocados. Neste dia 30 Serra repetiu o feito e inaugurou a pista Sul do Rodoanel. Após o evento, a pista também continuará fechada.

É necessário um olhar atento por parte do Ministério Público Eleitoral em relação às cerimônias feitas por Serra. É inadmissível utilizar verbas e espaço público para propaganda eleitoral antecipada, ilegal.

Por Leandro de Jesus