Mostrando postagens com marcador concurso público. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador concurso público. Mostrar todas as postagens

26 janeiro, 2015

Prefeitura abre processo seletivo sem critério de classificação e dá apenas 24 horas para inscrição

A Prefeitura de Poá divulgou o edital de abertura de inscrições do processo seletivo simplificado para contratação de 49 servidores. A inscrição já termina nesta terça-feira (27). Os candidatos dispõe de apenas 24 horas para se informarem sobre o edital, reunir a documentação e providenciar a inscrição.

As vagas, que são de caráter temporário e emergencial, serão preenchidas pelas Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e Secretaria da Administração. São 25 para digitador, cinco para cuidador de idoso, 12 para educador social e uma vaga cada para instrutor de música, instrutor de teatro, instrutor de fotografia, instrutor de informática, instrutor de circo, monitor de decoupage e monitor de reciclagem.

O salário varia de R$ 900 a R$ 1,3 mil e as oportunidades são para candidatos com ensino fundamental ou médio. De acordo com o edital, os aprovados atenderão a programas e projetos socioassistenciais.

Apesar da divulgação ter sido feita no portal da prefeitura e comunicado para a imprensa apenas nesta segunda-feira, os candidatos somente poderão inscrever-se até esta terça-feira. O atendimento será das 09 às 15h na sede da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, localizada na Rua Alberto Rossi, n° 130 , Centro. 

Está nítido que prazo exíguo atenta contra a ampla divulgação necessária dos atos públicos e contra a isonomia do processo. Além disso, a precariedade atinge a transparência da seleção. Não há detalhes dos critério de classificação. Há apenas uma informação de que se trata de análise curricular e prova escrita. Não há, no entanto, critérios objetivos para diferenciar a pontuação no caso de apresentação de um diploma de graduação, de especialização, de extensão ou técnico, por exemplo. Da mesma forma, não foi divulgada a pontuação máxima da fase de análise curricular e a pontuação da prova escrita e se haverá uma média ou somatória das duas fases 

O edital informa que na análise de currículo serão levados em consideração os seguintes critérios: tempo de serviço na função e cursos de capacitação inerente à área de atuação. Para as funções de Educador Social e Cuidador de Idosos serão aplicadas, além das questões de língua portuguesa e matemática, questões de conhecimentos específicos.

Na sequência, o edital informa que a análise do currículo terá caráter estritamente classificatório, novamente sem determinar critério de classificação dos candidatos. A quantidade de questões, pesos das notas, data e local de provas também não foram divulgados.

De fato, um concurso público não é um processo de seleção tão eficaz e democrático, mas de forma alguma uma seleção pode ser banalizada e o edital não demonstrar de forma nítida os critérios de classificação. A prefeitura de Poá, com esse edital, permite a insegurança dos candidatos e dá margem a questionamento sobre a validade do processo.


Por Leandro de Jesus

09 junho, 2014

Lei de Cotas no serviço público é sancionada

Ao sancionar hoje (9) a lei que reserva aos negros 20% das vagas de concursos públicos federais do Poder Executivo, a presidenta Dilma Rousseff disse esperar que a medida sirva de exemplo para a adoção de normas similares nos demais Poderes, entes federados e na iniciativa privada.
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
“Esta é a segunda lei que eu tenho a honra de promulgar com ações afirmativas, para fechar um fosso secular de direitos e oportunidades engendrados pela escravidão e continuados pelo racismo, ainda existente entre negros e brancos em nosso país”, disse, em referência à Lei de Cotas para as universidades federais.

A lei, originada em um projeto do Executivo enviado por Dilma em novembro do ano passado, foi aprovada pelo Senado no último dia 20. Além da administração pública federal, a nova lei se aplica a autarquias, fundações e empresas públicas, além de sociedades de economia mista. A norma começa a valer amanhã (10), após publicação no Diário Oficial da União, e vai vigorar, inicialmente, por dez anos.

Segundo o texto da lei, poderão concorrer na reserva para candidatos negros todas as pessoas que se autodeclararem pretas ou pardas na inscrição para o concurso público, seguindo o quesito de cor ou raça utilizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Os candidatos negros concorrerão concomitantemente às vagas reservadas e às vagas destinadas à ampla concorrência, de acordo com a sua classificação no concurso.

Segundo Dilma, o sistema que está sendo implantado “assegura que o mérito continua a ser condição necessária para ingresso dos candidatos”, sendo que a lei altera “apenas a ordem de classificação, privilegiando os candidatos negros”. 

De acordo com a ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, a mudança é um passo importante na superação das desigualdades raciais e vai garantir a participação da população negra em funções mais valorizadas. Ela citou como exemplo a Lei de Cotas nas universidades, que determinou que, a partir de 2013, parte das vagas em universidades federais sejam ocupadas por ex-estudantes de escolas públicas, com reserva de vagas para estudantes pretos, pardos e indígenas.

Para Luiza Bairros, depois de garantir que as pessoas que sofrem preconceito pudessem ter mais oportunidades de entrar no ensino superior, era necessário dar condições de acesso a empregos que exigem maior qualificação. “A discriminação é maior quanto mais valorizada é a ocupação, o que nos obriga a tomar dentro do mercado medidas para corrigir esse tipo de distorção”, disse a ministra a Agência Brasil, em entrevista pouco antes da sanção da lei.

Segundo Luiza Bairros, o governo optou pelo envio do projeto com urgência para que a proposta não ficasse parada no Congresso. “Em função de existirem em tramitação várias propostas sobre a população negra e igualdade racial, se deixássemos ao sabor de processo de discussão do Parlamento, poderia demorar”. A ministra espera que o apoio “suprapartidário” que levou à aprovação da lei seja “um indicativo de aceitação que ela tem no conjunto da sociedade brasileira”.

Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil

26 março, 2014

Câmara aprova projeto que cria cotas para negros no serviço público

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (26) o Projeto de Lei 6738/13, do Poder Executivo, que reserva 20% das vagas em concursos públicos da administração direta e indireta da União a candidatos negros que assim se declararem na inscrição. 

A aprovação foi feito por 14 votos a 36 e contou ainda com seis abstenções. O parecer do relator na Comissão de Constitução e Justiça (CCJ), deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), foi pela aprovação da proposta. A matéria será analisada ainda pelo Senado.


Dívida histórica


Segundo o relator, os negros continuam com acesso reduzido às oportunidades de obter aprovação nos concursos públicos, em decorrência de uma dívida histórica.

“Essa dívida remonta aos tempos da escravidão e sua posterior exclusão dos meios de educação formal, que levaram à condição de pobreza a maioria dos negros do País”, ressaltou Picciani. “Segundo IBGE, apesar de os negros representarem mais de 50% da população, eles ocupam hoje menos de 30% dos cargos na administração pública”, completou o relator.

Por Leandro de Jesus
com Agência Câmara

29 agosto, 2013

Inscrições abertas para o concurso público do CREFITO

Conselho abre as inscrições para seu concurso público

Estão abertas as inscrições do concurso público do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia
Ocupacional da 3º Região (CREFITO-3). Serão contratados nove novos empregados para as vagas de Escriturário e Telefonista.

Para concorrer a uma das três vagas ao emprego de Escriturário é necessário que os candidatos tenham o ensino médio completo. O salário oferecido é de R$ 2.702,70, com jornada semanal de 40 horas. 

O emprego de Telefonista, que têm seis vagas disponíveis, exige que os candidatos possuam o ensino médio completo, além de experiência mínima de 6 meses na função. O salário inicial é de R$ 1.817,48, para uma jornada de 30 horas semanais.

Os interessados em concorrer ao emprego de Escriturário poderão optar pelas vagas nas cidades de Guarulhos/SP, Osasco/SP e Sorocaba/SP. Já para o emprego de Telefonista, as vagas são para o município de São Paulo.

Além do salário oferecido, o CREFITO-3 poderá conceder como benefícios e vantagens, Assistência Médica Hospitalar, Auxílio-Creche, Auxílio ao Filho Excepcional, Auxílio-Funeral, Vale-Transporte e Vale-Refeição, lembrando que a concessão dos benefícios obedecerá ao Regulamento Interno do CREFITO-3, vigente na época da contratação.

As inscrições serão aceitas exclusivamente pela internet através do site do Instituto Nosso Rumo – www.nossorumo.org.br - até o dia 19 de setembro. O valor da taxa de inscrição é de R$ 40,00.

Para informações, o Instituto Nosso Rumo disponibiliza o Serviço de Atendimento ao Candidato, pelo telefone (11) 3664-7878, pelo e-mail candidato@nossorumo.org.br e pelo link “Fale Conosco” de seu site.

Valéria Santos

17 agosto, 2013

Concursos do BACEN, INSS E MPU: Salário até R$ 13.595,85

O Banco Central do Brasil abriu, nesta sexta-feira (16/8), concurso público destinado ao provimento de 500 vagas nos cargos de Analista e Técnico do órgão. Deste total, 32 são reservadas aos candidatos com deficiência.
Wilson Dias/ABr
Os interessados nas oportunidades ofertadas devem se inscrever entre os dias 22 de agosto e 9 de setembro, somente pelo endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/bacen_13_analista_tecnico
A taxa de participação para Analista é R$ 120,00 e para Técnico é R$ 70,00.

As vagas para Analista (400) do órgão são divididas em seis áreas de conhecimento: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Suporte à Infraestrutura de Tecnologia da Informação, Política Econômica e Monetária, Contabilidade e Finanças, Infraestrutura e Logística e Gestão e Análise Processual. Todas requerem diploma de curso de graduação em qualquer área e o subsídio é R$ 13.595,85 para uma jornada de 40 horas semanais.

O cargo de Técnico (100) possui duas áreas de conhecimento – Suporte Técnico-Administrativo e Segurança Institucional – e, para concorrer, os candidatos devem possuir certificado de conclusão de nível médio completo. O subsídio para estas vagas é R$ 5.158,23 para uma jornada de 40 horas semanais.

Ministério Público da União

Os interessados em participar poderão realizar a inscrição entre 16 e 25 de agosto, pelosite www.cespe.unb.br/concursos/mpu_13_2. A taxa é R$ 80,00 para Analista e R$ 60,00 para Técnico.

SUPERIOR – Para Analista do MPU, são 226 vagas distribuídas em diferentes áreas de atividade e com diversas especialidades, como Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social, Educação, Estatística, Clínica Médica, Psiquiatria, Arquitetura, Contabilidade, Economia, Engenharia Civil, Geografia, Oceanografia, Odontologia e outros. Os requisitos para cada cargo devem ser observados no edital de abertura. A remuneração é R$ 7.506,54 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

MÉDIO – O cargo de Técnico do MPU possui 37 vagas nas áreas de atividade de Apoio Técnico-Administrativo e Saúde, para várias especialidades. O candidato deve se atentar aos requisitos de cada oportunidade, previstos no edital de abertura. A remuneração é R$ 4.575,15 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais

INSS

Foi publicado do Diário Oficial da União desta segunda-feira (12) o edital do concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A seleção vai oferecer 300 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social para candidatos com nível superior de todo o país. A Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência (Funrio) é a responsável pela organização da seleção. A previsão é que a prova do concurso seja aplicada no dia 13 de outubro em 98 cidades do país. Os municípios onde serão aplicadas as provas estão descritos no edital.

As inscrições poderão ser realizadas a partir de hoje (12) até o dia 13 de setembro pelo site da Funrio (www.funrio.org.br) ou em postos distribuídos por todos os estados, cujos endereços estão no edital. O valor da taxa de inscrição é de R$ 67,21

Por Leandro de Jesus

01 maio, 2013

Concurso público: Veja edital e vagas disponíveis em Poá

Enfim, saiu o edital do esperado concurso público de Poá

A Prefeitura Municipal de Poá abre concurso para preenchimento de 211 vagas em diversas áreas da administração. O concurso será organizado pela Fundação Vunesp e as inscrições estarão abertas de 13 de maio a 14 de junho. Os salários variam de R$ 859,71 a R$ 4.027,83.

As funções disponíveis são: Coveiro, Auxiliar de Consultório Dentário, Auxiliar de Enfermagem, Motorista, Inspetor de alunos, Técnico de Higiene Dental, Agente de Combate de Vetores, Assistente Social, Cirurgião Dentista, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Médico, Professor de Educação Básica I e II e Psicólogo.

A função com maior quantidade de vagas é a de Professor de Ensino Fundamental, com 35 oportunidades. 

As inscrições deverão ser feitas exclusivamente em www.vunesp.com.br. As provas serão realizadas no município em 04 e 08 de agosto.


Acompanhe os valores da taxa de inscrição:  
  
Escolaridade                                                            Valor da Inscrição (R$)
- Ensino Fundamental incompleto e completo                  35,00
- Ensino Médio completo                                                45,00
- Ensino Superior para funções de Professor                   50,00
- Ensino Superior para as demais funções                       75,00

Leia AQUI o edital completo.

Carreira 

Há muito tempo se exige concurso público por parte da administração municipal. O executivo da cidade tem sido corroído pela prática excessiva de contratação de servidores comissionados (sem seleção pública). No fim de 2012, havia quase 500 pessoas nesta situação, conforme foi publicado no Blog de Poá. Nesse cenário, corre investigação no Ministério Público por prática de desvio de função e profissionais sem qualificação na administração. 

Os novos servidores, no entanto, não terão vida tão fácil. Após quatro anos, a administração de Testinha não conseguiu elaborar o Plano de Carreira e nem cumprir a legislação de manter todos os servidores num mesmo regime trabalhista. Hoje há estatutários e celetistas. A remuneração também é muito questionada. A falta de perspectiva ocasionou a recente greve dos servidores da saúde. Veja aqui.

Contudo, a oportunidade é boa para quem quer ter estabilidade e cumprir um relevante papel prestando serviço público. Os concursos estão em alta em todo o país e a concorrência certamente será alta. Então, bons estudos.

Por Leandro de Jesus

28 dezembro, 2012

PREFEITURA DE POÁ TEM QUASE 500 COMISSIONADOS


A Prefeitura de Poá pode ser considerada uma das maiores empregadoras do município. Não pela via da meritocracia, através de concursos públicos, mas através da "confiança". Foi dessa forma que a administração contratou 476 pessoas para ocupar cargos de livre nomeação, os comissionados. O Blog de Poá teve acesso à lista completa de empregados enviada em resposta a pedido formulado pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).
Foto: João P Chagas (wikimedia)
Em 2011, na pesquisa MUNIC, a Prefeitura informou ao IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que havia em seu quadro 2714 funcionários, dos quais 415 eram comissionados. Mas em 2012, ano eleitoral, houve aumento de 14% na contratação desses servidores chegando a 476.

Como há flexibilidade na nomeação desses funcionários, muitas vezes sem qualquer requisito para investidura na função, o número pode aumentar. De acordo com a Prefeitura, há possibilidade legal para contratar até 526 empregados comissionados.