Prisão do Cunha - nem tanto

.
Apesar de ter sido Eduardo Cunha o preso do dia (19), o que nos dá um pouquinho de satisfação, isso não garante a justiça do ato nem resolve as falhas ou devolve credibilidade à "República de Curitiba", que promove diversas arbitrariedades na Lava Jato.

Prisões e mais prisões antes de condenações, conduções coercitivas desnecessárias e nítidas restrições de liberdade para forçar delações são apenas alguns exemplos dos absurdos.

Não comemoremos, portanto. Justiça não deve ser pautada por espetáculos midiáticos ou por vingança. Esperemos, portanto, simplesmente ações legais e justas a quem quer que seja.

Defensores

Observar a bancada da bala defender Cunha mostra o quanto estamos certos longe da posição política deles.

Por Leandro de Jesus
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

0 comentários:

Publ01