Prefeitura abre processo seletivo sem critério de classificação e dá apenas 24 horas para inscrição

.
A Prefeitura de Poá divulgou o edital de abertura de inscrições do processo seletivo simplificado para contratação de 49 servidores. A inscrição já termina nesta terça-feira (27). Os candidatos dispõe de apenas 24 horas para se informarem sobre o edital, reunir a documentação e providenciar a inscrição.

As vagas, que são de caráter temporário e emergencial, serão preenchidas pelas Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e Secretaria da Administração. São 25 para digitador, cinco para cuidador de idoso, 12 para educador social e uma vaga cada para instrutor de música, instrutor de teatro, instrutor de fotografia, instrutor de informática, instrutor de circo, monitor de decoupage e monitor de reciclagem.

O salário varia de R$ 900 a R$ 1,3 mil e as oportunidades são para candidatos com ensino fundamental ou médio. De acordo com o edital, os aprovados atenderão a programas e projetos socioassistenciais.

Apesar da divulgação ter sido feita no portal da prefeitura e comunicado para a imprensa apenas nesta segunda-feira, os candidatos somente poderão inscrever-se até esta terça-feira. O atendimento será das 09 às 15h na sede da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, localizada na Rua Alberto Rossi, n° 130 , Centro. 

Está nítido que prazo exíguo atenta contra a ampla divulgação necessária dos atos públicos e contra a isonomia do processo. Além disso, a precariedade atinge a transparência da seleção. Não há detalhes dos critério de classificação. Há apenas uma informação de que se trata de análise curricular e prova escrita. Não há, no entanto, critérios objetivos para diferenciar a pontuação no caso de apresentação de um diploma de graduação, de especialização, de extensão ou técnico, por exemplo. Da mesma forma, não foi divulgada a pontuação máxima da fase de análise curricular e a pontuação da prova escrita e se haverá uma média ou somatória das duas fases 

O edital informa que na análise de currículo serão levados em consideração os seguintes critérios: tempo de serviço na função e cursos de capacitação inerente à área de atuação. Para as funções de Educador Social e Cuidador de Idosos serão aplicadas, além das questões de língua portuguesa e matemática, questões de conhecimentos específicos.

Na sequência, o edital informa que a análise do currículo terá caráter estritamente classificatório, novamente sem determinar critério de classificação dos candidatos. A quantidade de questões, pesos das notas, data e local de provas também não foram divulgados.

De fato, um concurso público não é um processo de seleção tão eficaz e democrático, mas de forma alguma uma seleção pode ser banalizada e o edital não demonstrar de forma nítida os critérios de classificação. A prefeitura de Poá, com esse edital, permite a insegurança dos candidatos e dá margem a questionamento sobre a validade do processo.


Por Leandro de Jesus

2 comentários:

Marcio Soares disse...

Esse processo seletivo vai ser igual o da saúde tudo carta marcada,tudo indicação desse prefeito interino e seus vereadores Maria vai com Marcos Borges.

Marcio Soares disse...

Esse processo seletivo vai ser igual o da saúde tudo carta marcada,tudo indicação desse prefeito interino e seus vereadores Maria vai com Marcos Borges.

Publ01