Passe Livre: após pressão do movimento, audiência pública será agendada

.
Após nova manifestação, a Câmara Municipal de Poá retirou da pauta de votação o Projeto de Lei (PL) que institui o Passe Livre e, em reunião com o Prefeito Marcos Borges (PPS), o grupo obteve a garantia da realização de audiência pública para debate sobre o tema. O movimento quer mudanças no texto original e garantia do benefício a todos estudantes do município.

Na terça-feira, dia 30, o movimento protocolou na presidência da Câmara um ofício no qual pedia a retirada do PL para ampla discussão. Na sessão, no entanto, o pedido de retirada foi feito pelo vereador Lázaro Borges (PROS), que deve apresentar uma emenda à proposta.

O passe livre estudantil é uma reivindicação antiga dos estudantes do município. Descontentes com a proposta enviada ao legislativo, os alunos protestaram durante a sessão cobrando uma audiência pública, de forma que pudessem participar da proposta de criação do benefício.

Uma reunião foi intermediada pelos vereadores e o grupo de estudantes com o prefeito Marcos Borges, a fim de reiterar as reivindicações dos beneficiários. 
 
O movimento já havia promovido manifestação na semana anterior e divulgaram um manifesto sobre o tema do transporte público na cidade. Com o texto aprovado em primeira votação, estudantes de baixa renda não terão direito ao benefício




Reunião na prefeitura

O prefeito de Poá, Marcos Borges, recebeu na manhã desta quarta-feira, dia 1º, representantes do movimento em prol do passe livre estudantil, juntamente com os vereadores da comissão que tratam do referido assunto no Legislativo para ouvir as reivindicações dos estudantes.

No encontro ficou estabelecido que será marcada, antes do dia da segunda votação, uma audiência pública para discutir o assunto.

Por Leandro de Jesus

Foto 1 e 2 Marcia Demartini Foto 3: Flávio Aquino
com Assessoria Câmara e Prefeitura Municipal

0 comentários:

Clique e confira as promoções

Publ01