Mulheres representam menos de 1/3 dos candidatos destas eleições

.
Em recente publicação, o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), entidade da Rede MCCE,
apresenta importantes informações e estatísticas sobre raça, cor, sexo, unidade de federação e cargos de todos os candidatos das eleições no Brasil (Eleições 2014). 

O informativo intitulado "Perfil dos candidatos brasileiros – Sub-representação de negros, indígenas e mulheres: desafio à democracia" pretende provocar o debate sobre as desigualdades no processo eleitoral e no sistema político brasileiro.

Segundo o levantamento, nas eleições de 2014, tivemos 12 cargos em concorrência e 32 partidos na disputa, totalizando 25.919 candidatos. Deste total 8.008 (30,90%) são mulheres e 17.911 (69,10) homens. Apesar de representarem 51,04% da população, as mulheres correspondem a menos de um terço do total de candidatos, uma evidente sub-representação de gênero na política.

Para José Antônio Moroni, do Colegiado de Gestão do INESC, os dados apresentados no material reforçam a necessidade de uma ampla reforma do sistema político. Segundo ele, “A nossa democracia é ainda formal, precisamos torná-la real, cotidiana. Como fazer isso se amplos setores da sociedade não estão representados nos espaços de poder? Precisamos mudar isso. Nós da sociedade já formulamos as nossas propostas que estão sintetizadas na iniciativa popular da Reforma Política Democrática e Eleições Limpas. Agora é coletar assinaturas e pressionar para que o congresso vote e aprove as nossas propostas".

Conheça o conteúdo do informativo clicando aqui.

Ascom_MCCE

0 comentários:

Clique e confira as promoções

Publ01