O que eu vi no Mané Garricha

.
Brasil 0 x 3 Holanda

Todos viram que a falta de Thiago Silva foi fora da área. Inacreditável o erro do arbitro e do auxiliar. Apesar disso, parece que ninguém, nem Felipão, nem jogadores, assistiu aos jogos da Holanda. O ponto forte e mortal dela é o contra-ataque. Aos dois minutos o Brasil foi capaz de oferecer isso aos holandeses. Robben, craque de bola, não perdoou. É o melhor jogador da Copa.

Maxwell entrou e apenas marcou. Mal, aliás. Parece que não sabe que lateral também avança e cruza a bola para a área. Maicon foi o melhor em campo, nem tanto pela técnica mas pela vontade. Tinha uma avenida aberta para jogar mas ninguém o apoiava. 

Oscar se esforçou mais nesta partida mas nada que desequilibrasse. Para jogar na sua posição, precisa oferecer muito mais. Willian foi outra decepção. Não fez jogadas incisivas. Apenas tocava a bola de lado. Jô aderiu ao movimento do Fred e nada fez. Verdade é não dá pra esperar muito dele. Os volantes, mal posicionados nos gols, não ajudaram na armação e nem avançaram ao ataque. Ramirez até tentou mas sem êxito.

O Brasil não apresentou jogada ensaiada, nem em falta nem em escanteios. O time tinha maior posse de bola mas jogava numa sonolenta lentidão que não permitia qualquer envolvimento do time adversário. 

A tão falada marcação sobre pressão não aconteceu novamente. O time, desorganizado, não fazia marcação nem por zona, nem individual. É preciso dizer. Se a Holanda quisesse, faria uns cinco, seis

Texto e foto: Leandro de Jesus

0 comentários:

Clique e confira as promoções

Publ01