PCdoB afirma que cassação é golpe e deve sair do governo

.
O PCdoB de Poá, que administra a Secretaria Municipal de Esportes, emitiu nota em que repudia a decisão da Câmara Municipal, chama o ato praticado pelos vereadores de golpe e reafirma o apoio ao Prefeito Testinha. Com a saída do chefe do executivo, a legenda também de sair do governo.


Leia a nota na íntegra:

COMITÊ MUNICIPAL DE POÁ. Ontem, 18 de Junho de 2014, o município de Poá viveu um triste fato para sua História. O Prefeito Testinha, eleito em 2008 e reeleito com 78% dos votos no último pleito, de forma arbitrária foi retirado do cargo por treze dos dezessete vereadores, sendo que quatro deles mantiveram-se ao lado povo. Se não bastasse a legitimidade do mandato, o próprio relatório da CP lido, não apontou crime de improbidade administrativa, ou seja, a cassação teve única e exclusivamente motivação política. Sendo assim, caracteriza portanto um ataque aos fundamentos da Democracia, dos princípios republicanos e conseqüentemente ao Estado de Direito tão bravamente conquistado pelo povo brasileiro nas últimas décadas. O Partido Comunista do Brasil pelo seu Comitê Municipal de Poá, lembra que na sua longa História de 92 anos sempre lutou contra a arbitrariedade e o autoritarismo. Esse ano que em Abril completou 50 anos do Golpe militar de 64 recordamos as atrocidades cometidas pelo regime de exceção e por diversas vezes pedimos a verdade. Ao vermos um homem eleito de forma legitima pelo povo ser retirado de seu cargo sem argumentos legais e com motivação única e exclusivamente de ordem política lembramos de todos aqueles que sofreram com golpes durante os anos obscuros das ditaduras militares vividas em nosso país e na América Latina. Homens como Salvador Allende e João Goulart também sofreram com situações que contrariaram os princípios democráticos e republicanos. A partir disso considerando a tradição democrática e a luta histórica pela conquista da democracia do Partido Comunista do Brasil. Considerando a luta histórica do Comitê Municipal de Poá do Partido Comunista do Brasil nesse município contra as oligarquias e “coronéis”. Considerando que nos últimos 5 anos a cidade de Poá avançou consideravelmente na área social, educacional, esportiva e em todas as demais. Considerando que o PC do B não é aliado de última hora e muito menos adesista. Considerando que a acusação feita pela CP da Câmara Municipal não apresentou fato contundente para cassação e o próprio relatório não apontou crime de improbidade administrativa o Comitê Municipal de Poá do Partido Comunista do Brasil REPUDIA a cassação do Prefeito Francisco Pereira de Sousa, o Testinha, e se solidariza com o mesmo. VIVA AO GOVERNO POPULAR! NÃO AO GOLPISMO! COMITÊ MUNICIPAL DE POÁ DO PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL POÁ, 19 DE JUNHO DE 2014

0 comentários:

Publ01