Programa Roda Viva entrevistou jornalistas da Mídia Ninja

.
Na onda de manifestações que ocorreu em todo o país desde junho, os internautas puderam acompanhar as dezenas de eventos ao vivo e em tempo real na rede. Quem estava lá cobrindo, ao lado dos manifestantes, numa narração e transmissão contínua eram os "Ninjas". A transmissão via celular, por meio da tecnologia 3G,  naquilo que se discute ser ou não uma nova forma de jornalismo ativista, engajado, que toma partido, foi assistida por milhares de pessoas

Bruno Toturra e Pablo Capilé, fundadores dos grupos, foram entrevistados no Programa Roda Viva. Falaram sobre como o grupo se financia, sobre o modelo de financiamento de cultura e comunicação no país e da coberturas, nervosa, de manifestações, sobre a independência da mídia alternativa, parcialidade das coberturas, e, inclusive, sobre a prisão de jornalistas das equipes.




Por Leandro de Jesus

0 comentários:

Publ01