30 agosto, 2013

Mulher pobre, negra, da periferia, pode ser médica?

Cintia Santos Cunha, estudante da Universidad de Ciencias Médicas de la Habana (Cuba), fala de seu
sonho de estudar medicina, da concepção humanitária da medicina cubana, e da importância que os cursinhos populares tiveram na sua vida.


Tradicional EXPOÁ começa neste dia 06

29 agosto, 2013

Inscrições abertas para o concurso público do CREFITO

Conselho abre as inscrições para seu concurso público

Estão abertas as inscrições do concurso público do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia
Ocupacional da 3º Região (CREFITO-3). Serão contratados nove novos empregados para as vagas de Escriturário e Telefonista.

Para concorrer a uma das três vagas ao emprego de Escriturário é necessário que os candidatos tenham o ensino médio completo. O salário oferecido é de R$ 2.702,70, com jornada semanal de 40 horas. 

O emprego de Telefonista, que têm seis vagas disponíveis, exige que os candidatos possuam o ensino médio completo, além de experiência mínima de 6 meses na função. O salário inicial é de R$ 1.817,48, para uma jornada de 30 horas semanais.

Os interessados em concorrer ao emprego de Escriturário poderão optar pelas vagas nas cidades de Guarulhos/SP, Osasco/SP e Sorocaba/SP. Já para o emprego de Telefonista, as vagas são para o município de São Paulo.

Além do salário oferecido, o CREFITO-3 poderá conceder como benefícios e vantagens, Assistência Médica Hospitalar, Auxílio-Creche, Auxílio ao Filho Excepcional, Auxílio-Funeral, Vale-Transporte e Vale-Refeição, lembrando que a concessão dos benefícios obedecerá ao Regulamento Interno do CREFITO-3, vigente na época da contratação.

As inscrições serão aceitas exclusivamente pela internet através do site do Instituto Nosso Rumo – www.nossorumo.org.br - até o dia 19 de setembro. O valor da taxa de inscrição é de R$ 40,00.

Para informações, o Instituto Nosso Rumo disponibiliza o Serviço de Atendimento ao Candidato, pelo telefone (11) 3664-7878, pelo e-mail candidato@nossorumo.org.br e pelo link “Fale Conosco” de seu site.

Valéria Santos

26 agosto, 2013

Para repensar o futebol no Estádio Mané Garrincha

Na semana passada, no jogo do Flamengo contra o São Paulo, imagens de destaque foram o espancamento de um flamenguista, observado passivamente por policiais. 

Neste domingo, dia de Corinthians e Vasco, um supermercado foi saqueado em Taguatinga (DF). Os donos acusam os torcedores da Gaviões. No fim do primeiro tempo, sem qualquer barreira de segurança, já que não há barreiras físicas na arena, torcedores de organizadas corintianas atravessaram o estádio para brigar com os vascaínos organizados, que estavam em menor número. Dessa vez, a polícia agiu rápido mas ainda assim teve violência e feridos. Não dava para ter previsto?

A venda e retirada de ingressos é de descaso inominável. Com valores estratosféricos, longe do que é padrão no futebol brasileiro, não se obtém retorno em serviços daquilo que é pago. 

Compra-se pela internet e não há qualquer benefício. Todos tem de pegar filas de até 3 horas para retirar em poucos pontos com raros funcionários. Desde o jogo de Flamengo e Santos, em maio, a reclamação sempre é a mesma, inclusive no jogo da seleção. Hoje, muitos torcedores só conseguiram retirar ingressos após os 30 minutos do início do primeiro tempo. 

Faltam informações, sinalização e pessoas capacitadas para atenderem a milhares de torcedores.

O público também não tem sido mais o que desejam os organizadores. 20 mil expectadores acompanharam o jogo deste domingo. O Flamengo já jogou para 12 mil pessoas, contra a Portuguesa. Certamente o público seria maior, considerando o contexto de Brasília, e consequentemente a arrecadação, se os ingressos fossem a valores justos e serviços condizentes com a demanda.

Mas, nada de novo. A CBF não está nem aí. Os clubes mandantes só pensam na renda e vendem os jogos a empresas. Resta atuação mais forte do PROCON para garantir os direitos do consumidor e direitos do Estatuto do Torcedor, além de planejamento mais eficaz da Segurança pública e dos clubes para conter as sempre esperadas brigas entre torcedores

Do contrário, cada vez menos pessoas irão prestigiar o futebol nas novas arenas, nas quais foram investidos bilhões de reais de recursos públicos.

Por Leandro de Jesus

17 agosto, 2013

Concursos do BACEN, INSS E MPU: Salário até R$ 13.595,85

O Banco Central do Brasil abriu, nesta sexta-feira (16/8), concurso público destinado ao provimento de 500 vagas nos cargos de Analista e Técnico do órgão. Deste total, 32 são reservadas aos candidatos com deficiência.
Wilson Dias/ABr
Os interessados nas oportunidades ofertadas devem se inscrever entre os dias 22 de agosto e 9 de setembro, somente pelo endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/bacen_13_analista_tecnico
A taxa de participação para Analista é R$ 120,00 e para Técnico é R$ 70,00.

As vagas para Analista (400) do órgão são divididas em seis áreas de conhecimento: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Suporte à Infraestrutura de Tecnologia da Informação, Política Econômica e Monetária, Contabilidade e Finanças, Infraestrutura e Logística e Gestão e Análise Processual. Todas requerem diploma de curso de graduação em qualquer área e o subsídio é R$ 13.595,85 para uma jornada de 40 horas semanais.

O cargo de Técnico (100) possui duas áreas de conhecimento – Suporte Técnico-Administrativo e Segurança Institucional – e, para concorrer, os candidatos devem possuir certificado de conclusão de nível médio completo. O subsídio para estas vagas é R$ 5.158,23 para uma jornada de 40 horas semanais.

Ministério Público da União

Os interessados em participar poderão realizar a inscrição entre 16 e 25 de agosto, pelosite www.cespe.unb.br/concursos/mpu_13_2. A taxa é R$ 80,00 para Analista e R$ 60,00 para Técnico.

SUPERIOR – Para Analista do MPU, são 226 vagas distribuídas em diferentes áreas de atividade e com diversas especialidades, como Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social, Educação, Estatística, Clínica Médica, Psiquiatria, Arquitetura, Contabilidade, Economia, Engenharia Civil, Geografia, Oceanografia, Odontologia e outros. Os requisitos para cada cargo devem ser observados no edital de abertura. A remuneração é R$ 7.506,54 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

MÉDIO – O cargo de Técnico do MPU possui 37 vagas nas áreas de atividade de Apoio Técnico-Administrativo e Saúde, para várias especialidades. O candidato deve se atentar aos requisitos de cada oportunidade, previstos no edital de abertura. A remuneração é R$ 4.575,15 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais

INSS

Foi publicado do Diário Oficial da União desta segunda-feira (12) o edital do concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A seleção vai oferecer 300 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social para candidatos com nível superior de todo o país. A Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência (Funrio) é a responsável pela organização da seleção. A previsão é que a prova do concurso seja aplicada no dia 13 de outubro em 98 cidades do país. Os municípios onde serão aplicadas as provas estão descritos no edital.

As inscrições poderão ser realizadas a partir de hoje (12) até o dia 13 de setembro pelo site da Funrio (www.funrio.org.br) ou em postos distribuídos por todos os estados, cujos endereços estão no edital. O valor da taxa de inscrição é de R$ 67,21

Por Leandro de Jesus

13 agosto, 2013

RPG na Praça acontece no domingo, em Poá

No próximo domingo, dia 18, a Praça de Eventos em Poá será sede do "RPG na Praça". Marcado para iniciar as 10h, o jogo resgatará as atividades promovidas desde o início dos anos 2000.

Há alguns anos, o grupo foi pioneiro em jogar na antiga Praça de Eventos. Logo outros grupos se juntaram e o grupo, então conhecido como "La Pipoca", começou a gerenciar mesas de acordo com os players e mestres que iam chegando ao local para jogar. A notícia se espalhou rápido e o encontro conseguiu atingir picos de mais de 60 rpgistas sedentos pra jogar! Muitos mestres da região participaram e narraram grandes aventuras para esses players! Como nem tudo são flores, por questões de divergências internas da organização, aos poucos os mestres e organizadores foram se afastando do projeto e ele foi interrompido

No início de 2013, porém, o projeto foi reorganizado, foi formada nova comissão organizadora, grupo de apoio e novos mestres convidados. Todos se envolveram e aceitaram de pronto fazer parte desse novo projeto, agora maior e melhor do que o anterior, já começando pela estrutura utilizada. As atividades continuarão na Praça de Eventos.

Mas o que é RPG? Como jogar? Como essa é a interação entre RPG e o aprendizado? Respostas a isso e muito mais no evento!

Você que já conhece e quer narrar? Leia o regulamento (https://skydrive.live.com/view.aspx?resid=7030E2AACBD6FD7E!485&app=Word&authkey=!AIW8OAyIpTGQSDo), preencha a ficha e envie para o mestres@rpgnapraca.site11.com

Para mais informações, envie e-mail para contato@rpgnapraca.site11.com e/ou curta a página grupo no Facebook para se atualizar.

Comissão Organizadora

Tribunal eleitoral cassa diploma do mandato do Prefeito Testinha

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE/SP) cassou o mandato do Prefeito Testinha e de seu vice, Marcos Borges (PPS), em julgamento nesta terça-feira, dia 13. Barrado pela Lei Ficha Limpa, a decisão por unanimidade dos desembargadores aceitou os Recursos contra Expedição de Diploma. Novas eleições poderão ser convocadas no município.

Os recursos contra expedição de diploma foram interpostos pois Testinha foi condenado à suspensão dos direitos políticos em Ação Civil Pública, por órgão colegiado (TJ/SP), tornando-se inelegível nos termos da alínea "l" do inciso I do artigo 1º da Lei Complementar 64/90.

A condenação pela prática de ato doloso de improbidade administrativa ocorreu porque o candidato reeleito instituiu, na gestão municipal, a cor laranja em bens públicos, publicidade oficial, impressos, material e roupa escolar e pintura pública da cidade, em referência à sua campanha partidária. Com isso, entendeu-se caracterizada sua autopromoção, às expensas dos cofres públicos

Na sustentação oral realizada no primeiro dia de julgamento perante o Tribunal Regional Eleitoral (08/08), o Procurador Regional Eleitoral Substituto Paulo Thadeu Gomes da Silva defendeu a tese, e ressaltou que já há precedentes do próprio TRE-SP de São Paulo que reconhecem a inelegibilidade superveniente, surgida posteriormente às eleições e antes da diplomação dos eleitos.

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, dessa forma, acolheu a manifestação da Procuradoria e cassou o diploma do candidato eleito. O Vice-Prefeito de Poá, Marcos Antonio Andrade Borges, também teve o seu diploma cassado, em decorrência da necessidade de se decidir o processo de maneira uniforme, pois a decisão atingiria toda a chapa.

O TRE-SP aplicou o dispositivo do Código Eleitoral que determina que, enquanto o Tribunal Superior não decidir o recurso interposto contra a expedição do diploma, o diplomado pode exercer o mandato (art. 216). Cabe, portanto, recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O TSE, no entanto, tem sido menos rigoroso ao interpretar o item da Lei Ficha Limpa pelo qual o TRE/SP decidiu cassar o mandato. Em São Paulo, basta apenas que tenha ocorrido lesão ao patrimônio público. Parte dos ministros do TSE já se posicionaram que para condenação neste item deve ocorrer simultaneamente lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito. O processo, contudo, não deve ter um desfecho rápido.

Recursos

Os Recursos Contra Expedição de Diploma (RCED) foram interpostos pelo PRTB, PT, PHS e pelo Dr Ali (PT). Inicialmente, PSOL, PRP e o Ministério Público local também haviam protocolado as denúncias. A Procuradoria Eleitoral, por sua vez, opinou pela cassação do diploma, pois a jurisprudência eleitoral permite tornar inelegível um candidato desde que o ato questionado ocorra até a data de sua diplomação.

Se houver recurso ao TSE e os ministros julgarem pela cassação, novas eleições deverão ocorrer em Poá. Isso acontece quando a condenação impugna a candidatura do eleito que obteve mais de 50% dos votos. Não há possibilidade de o vice-prefeito, Marcos Borges (PPS), ou o segundo colocado, Dr Ali (PT), assumir a gestão se for mantida a suspensão da diplomação.

Por Leandro de Jesus

07 agosto, 2013

Câmara Federal oferece diversos canais de interação pela internet

Participação da sociedade no processo legislativo vai além do projeto de iniciativa popular. É possível fazer perguntas aos deputados e sugerir mudanças nos projetos de lei em tramitação.


Muita gente não sabe, mas o projeto de lei de iniciativa popular, que pode ser apresentado à Câmara pelo
cidadão desde que reúna 1,4 milhão de assinaturas (1% do eleitorado brasileiro), não é o único caminho de participação da sociedade no processo legislativo. Entre os mecanismos que facilitam a comunicação com os deputados, estão desde um simples e-mail que pode ser enviado diretamente ao gabinete parlamentar até comunidades virtuais que reúnem críticas e contribuições para o texto final a ser votado.

Além da iniciativa popular, as sugestões de projeto de lei podem chegar à Câmara por meio da sociedade civil organizada. A Comissão de Legislação Participativa (CLP) recebe propostas encaminhadas por associações de classe, sindicatos e organizações não governamentais. Se aprovados pelo colegiado, os projetos seguem o caminho natural de tramitação, passando pela Comissão de Constituição e Justiça e pelas comissões temáticas até chegar ao Plenário. A CLP também reúne sugestões do cidadão na forma do Banco de Ideias, que pode ser consultado pelos parlamentares na fase de elaboração das propostas. 

Redes sociais, enquetes e bate-papo

O portal da Câmara na internet, além de reunir informações sobre os projetos de lei, reuniões, votações, discursos e outros dados relacionados à transparência, oferece diversos canais de interação com a sociedade. Por meio do Fale Conosco, o internauta pode enviar sugestões e perguntas, que são encaminhadas às áreas competentes para o devido esclarecimento. Se a intenção for fazer denúncias ou reclamações, o serviço indicado é oFale com a Ouvidoria

Também é possível participar de enquetes e videochats sobre os principais temas em discussão no Congresso Nacional, comentar as notícias publicadas e fazer perguntas a parlamentares e especialistas convidados dos programas transmitidos ao vivo pela Rádio eTV Câmara. Nas redes sociais, os perfis do Twitter e do Facebook compartilham informações sobre a agenda legislativa e os resultados das votações.

Todas as manifestações do cidadão, inclusive aquelas registradas pelo Disque-Câmara (0800619619), são acompanhadas pela Coordenação de Participação Popular, criada pela Secretaria de Comunicação Social com o objetivo de fortalecer os mecanismos de interatividade da Câmara. Depois de consolidada em relatórios analíticos, a participação da sociedade é devidamente encaminhada aos deputados. 

Democracia eletrônica e audiência interativa

Vinculada ao Departamento de Comissões da Câmara, a Coordenação de Cidadania e Qualidade Legislativa é responsável pela gestão do portal e-Democracia, que reúne comunidades virtuais para o debate dos principais temas em votação. Os internautas podem fazer comentários sobre um projeto de lei e enviar sugestões de alteração da proposta. Depois de compiladas por uma equipe técnica que reúne analistas e consultores legislativos, as contribuições dos cidadãos são encaminhadas ao relator da matéria. Muitas acabam incorporadas ao texto final que vai a votação, como ocorreu com o Estatuto da Juventude e o projeto de Marco Civil da Internet.

Também no ambiente do portal e-Democracia, o cidadão pode participar de audiências públicas interativas promovidas pelas comissões temáticas. As reuniões são transmitidas ao vivo pelo serviço WebCâmara e o internauta faz comentários e perguntas aos deputados e convidados por meio de videochats ou e-mail.

Apoiamento eletrônico

Tramita na Câmara um projeto de resolução que permite o apoiamento eletrônico de propostas encaminhadas pela sociedade civil organizada e aprovadas pela Comissão de Legislação Participativa. O texto determina que projetos de lei de relevante interesse nacional possam receber apoio popular por meio da internet, mediante certificação eletrônica. A proposta que for apoiada por um número de internautas correspondente a pelo menos 0,5% do eleitorado nacional e um décimo dos 513 deputados passará a tramitar em rito especial, com análise simultânea por todas as comissões competentes, no prazo máximo de 20 sessões.

Texto: Assessoria Imprensa da Câmara

Programa Roda Viva entrevistou jornalistas da Mídia Ninja

Na onda de manifestações que ocorreu em todo o país desde junho, os internautas puderam acompanhar as dezenas de eventos ao vivo e em tempo real na rede. Quem estava lá cobrindo, ao lado dos manifestantes, numa narração e transmissão contínua eram os "Ninjas". A transmissão via celular, por meio da tecnologia 3G,  naquilo que se discute ser ou não uma nova forma de jornalismo ativista, engajado, que toma partido, foi assistida por milhares de pessoas

Bruno Toturra e Pablo Capilé, fundadores dos grupos, foram entrevistados no Programa Roda Viva. Falaram sobre como o grupo se financia, sobre o modelo de financiamento de cultura e comunicação no país e da coberturas, nervosa, de manifestações, sobre a independência da mídia alternativa, parcialidade das coberturas, e, inclusive, sobre a prisão de jornalistas das equipes.




Por Leandro de Jesus

03 agosto, 2013

Prefeitura promove debate sobre Rodoanel e Mobilidade

A Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana de Poá promove na próxima quinta-feira, dia 08, um debate sobre o Plano de Mobilidade, Rodoanel e Impactos no Trânsito do município. A atividade será a partir das 19:30h na Câmara da cidade.

O assunto é muito importantes pois se trata de discutir os impactos sociais, econômicos, ambientais, no trânsito e, especialmente, no uso e ocupação do solo. O Blog de Poá já apontou, por diversas vezes, o caos que pode ocorrer no município e região se não houver política específica para reduzir tais impactos. 

Em janeiro de 2012, o Blog demonstrou preocupação com o andamento de obras. Após um estudo elaborado pela prefeitura da cidade, a primeira ação do executivo foi transferir as responsabilidade para o governo. . 

O estudo demonstrava que com a conclusão da obra na região, prevê-se que haja um aumento de quase 35% no número de veículos circulando no município. Passaria dos atuais 8.200 para 11.045. Em 2023, o número ultrapassaria os 14 mil carros. Somente no Viaduto Trancredo Neves, na região central, o fluxo de veículos deverá aumentar 62%. Na SP-66, rota que dará acesso ao Rodoanel, o aumento no tráfego será da ordem de 94%.

Os resultados apresentados pela empresa só comprovam a expectativa sobre os danos da obra no município. O trânsito atual na cidade já beira o insuportável nos horários de pico. As vias principais são estreitas e poucos são os trajetos que possibilitam o acesso de um lado a outro. Hoje, qualquer veículo quebrado no viaduto provoca tráfego lento em toda a região central.

A Prefeitura se antecipou e passou para o Estado a responsabilidade na execução dessas obras mitigadoras. De fato, o governo estadual tem de arcar com a maior parte dos custos para impedir o caos na cidade, o que não retira responsabilidade do poder público municipal. O executivo poaense tem de assumir também parte das obras e, além de tudo, agir desde já para não trabalhar apenas após os danos.

É um ótimo momento, portanto, para a população e o Legislativo, passivos diante de tais acontecimentos, exigir da Secretaria de Transportes posicionamento das ações tomadas após a publicação do referido estudo ou mesmo verificar se o documento adormece em alguma gaveta dos nobres gabinetes da Estância.

Unesp disponibiliza e-books para download gratuito

Desde 2010, a coleção Propg-FEU Digital (Pró-Reitoria de Ensino de Pós-Graduação da Fundação Editora da Unesp) disponibiliza e-books para download gratuito. O acervo conta com 192 obras de diversos temas da área de ciências humanas.

O projeto, um dos primeiros de e-books do país, visa democratizar a produção acadêmica: até 2020, 1.000 livros devem ser publicados. Todos os títulos possuem o selo Cultura Acadêmica e são assinados por docentes da Unesp.

Dentre os novos títulos disponibilizados, integram a coleção os livros "Botticelli: pintura e teoria", de Débora Barbam Mendonça e "Ciência da informação, mídias e convergência de linguagens na web", de Maria José Vicentini Jorente.

Para fazer download das obras disponíveis, basta se cadastrar no site da coleção e escolher o título desejado.

Publ01