Governo corta impostos mas Radial quer aumentar passagem

.
O governo federal editará Medida Provisória para zerar os tributos PIS e Confins para o setor de transporte coletivo urbano de todo o país. Na contramão desse movimento, a Radial, concessionária em Poá, que aumentou a tarifa de ônibus para R$ 3,10, já pensa em subir o valor novamente.

O ato da presidenta Dilma é uma das medidas do governo para combater a inflação. Da mesma forma, no setor de transportes, a prefeitura de São Paulo e o governo do Estado seguraram o reajuste de tarifas desde o início do ano

Em Poá, o prefeito Testinha autorizou a mudança de valor de R$ 2,80 para R$ 3,10 no último dia 11. A Radial, não satisfeita, conforme informou o jornal Diário do Alto Tietê, planeja novo reajuste para R$ 3,30 sem qualquer previsão de investimentos na frota.

Há questões importantes a serem lembradas. A área urbana do município é de apenas 14km2, o que torna assim uma das tarifas mais caras do país por quilometro rodado. Outro fato é a promessa do então candidato Testinha, em 2008, de reduzir a tarifa para R$ 1,70. Desde sua posse, nunca houve qualquer menção a redução, apenas reajustes.

De fato a empresa deve cobrir custos, inclusive para garantir reajustes salariais. O que espanta, no entanto, é o valor ser o mesmo de cidades maiores. Nesse assunto, não há transparência. As planilhas de custos nunca foram tornadas públicas. O Conselho Municipal de Transportes, cobrado pela oposição no primeiro mandato do prefeito, também nunca foi constituído.

Por fim, diferentemente de outras cidades, no entanto, a população de Poá aparentemente está satisfeita. Nenhuma reclamação além dos sussurros das redes sociais.

Por Leandro de Jesus

0 comentários:

Publ01