JUSTIÇA CONDENA VEREADOR EDISON RODRIGUES

.
O vereador Edison Rodrigues (DEM) foi condenado numa Ação Civil Pública por uso irregular de veículo oficial da Câmara. A sentença ordena perda da função pública, suspensão de direitos políticos por cinco anos, multa e proibição de celebrar contratos com a administração pública.

O vereador fora condenando por improbidade administrativa juntamente com dois assessores, Oswaldo Luiz Rodrigues de Oliveira e Valter Aparecido de Oliveira. De acordo com o processo, os assessores utilizaram o veículo oficial para fins particulares, numa visita a uma penitenciária na cidade de Potim.

Oswaldo Oliveira alegou que apenas cumpria ordens como motorista e Valter Aparecido disse na defesa que não cometeu ato ilícito. O vereador Edison Rodrigues alegou não saber do fato.


Na sentença, a juíza Cristina Inokuti, lembrou da ação criminal julgada sobre o mesmo caso e condenou a todos. "Ao contrário do que afirma, Edson tinha plena ciência dos fatos e cometeu ato de improbidade. Salienta-se que este tipo de transporte foi realizado em outras oportunidades. As viagens para outras cidades eram de conhecimento do réu Edson, e feitas como troca de favores, com o intuito de angariar votos ao parlamentar. Diante desse quadro, não se pode deixar de reconhecer que os réus utilizaram veículo público, pertencente à Câmara Municipal, com o fim de obter vantagem indevida. Esta conduta atenta contra os princípios da Administração Pública, em especial, a moralidade", relatou a juíza.

Por se tratar de condenação em primeira instância, cabe recurso da condenação. O jornal Alto Tietê Notícias divulgou notícia da decisão na edição de 26/05.

Por Leandro de Jesus

0 comentários:

Clique e confira as promoções

Publ01