CÂMARA ABRE COMISSÃO PROCESSANTE CONTRA PREFEITURA

.
Administração de Testinha enfrenta CP nos últimos meses de mandato

Nesta terça-feira, dia 08, a Câmara Municipal de Poá instalará Comissão Processante (CP) para apurar as irregularidades encontradas na contratação de servidores da Frente de Trabalho. A medida é consequência do trabalho realizado pela CEI - Comissão Especial de Inquérito - que entregou relatório na semana passada.

A CEI, formada pelos veradores Azuir Marcolino (PTB), Augusto de Jesus (PRB) e Mario Sumirê (PSD), levantou 156 contratados pela Frente sem que tivessem participado do processo seletivo. Além disso, diversos desses servidores estariam em funções que seriam prerrogativas dos funcionários concursados. Sumirê não assinou o relatório e sequer apresentou um alternativo.


Os membros serão escolhidos nesta terça-feira por meio de sorteio. Não poderão participar os parlamentares que compuseram a CEI e nem o Presidente da Câmara, Deneval Dias (PRB).

A CP tem o prazo de 90 dias para apresentar resultados do processo, prorrogáveis por mais 90, e poderá solicitar arquivamento ou propor condenação por improbidade administrativa dos responsáveis. O relatório será julgado por todos os vereadores em plenário. Se algum funcionário for responsabilizado pelos atos, sofrerá processo administrativo. Se o Prefeito Testinha for responsabilizado, poderá sofrer pena de cassação do mandato.

Sorteio

Nesta terça-feira, dia 08, haveria sorteio para composição dos membros da CP. Não houve entendimento sobre quais vereadores poderiam participar da escolha. Os parlamentares que compuseram a CEI querem participar da seleção e alegam não haver impedimento segundo Regimento Interno. A Câmara irá tentar solucionar a divergências nos próximos dias

Por Leandro de Jesus
atualizado em 09/05, às 10:30h

0 comentários:

Publ01