AUMENTO DE SALÁRIOS: GRUPO PETISTA CRITICA CRIMINALIZAÇÃO DO MOVIMENTO SOCIAL

.
Parte dos militantes do PT de Poá publicaram nota na qual expuseram sua opinião sobre o aumento de salários dos políticos da cidade. O texto foi divulgado semana passada, após o Diretório Municipal e seus principais líderes silenciarem sobre o assunto e sobre as manifestações contra o aumento. Há critica à transparência e a falta de ética nas sessões da Câmara.

A Carta aberta, emitida pelo grupo PT de História e de Lutas, composto por setores do partido, foi aprovada em assembleia do Núcleo de Direitos Humanos. O grupo critica a reação da Câmara. "Repudiamos a tentativa do presidente do legislativo de tentar criminalizar a legítima ação do movimento social que se formou contra este aumento abusivo e pela falta de transparência na condução do processo. Nos solidarizamos com todos os corajosos e dignos manifestantes do movimento social e apoiamos a reivindicação, que pede anulação pelos vícios desta vergonhosa e absurda sessão que aprovou este infame aumento", diz um trecho.

Por fim, o grupo propõe que posteriores alterações no subsídio sejam feitas após aprovação em referendo popular.

Por Leandro de Jesus

1 comentários:

Vince Ribeiro disse...

Amigo(a), assine e compartilhe nossa petição para anular a proposta de aumento de 20,3% no salário dos Ministros do STF e do procurador-geral da República, que o elevaria a R$32.147,90. É super necessário bloquear este aumento, pois ele pode em breve gerar um efeito cascata tanto no legislativo quanto no judiciário. Vá no site causes.com e escreva "Apoie a redução do salário dos políticos brasileiros" no campo de pesquisa, e então assine nossa petição! :)

Publ01