CARTA ABERTA À POPULAÇÃO DE POÁ

.
Veja a carta publicada pelo Prof Milton Bueno de Almeida


Poá, 09 de Abril de 2011


Escrevo essa nota por entender que devo satisfações a milhares de poaenses que, ao longo do tempo, depositaram sua confiança em minha atuação política.

Minha história em Poá se confunde com a história do Partido dos Trabalhadores. São 31 anos de militância e luta pela construção de um projeto político alternativo para a cidade. Ao mesmo tempo, sempre denunciamos que os governantes que ocuparam o poder na cidade em todos esses anos seguem a mesma linha, praticam a mesma política e se cercam de assessorias e secretários despreparados e descompromissados com as verdadeiras necessidades do povo de Poá.

A esperança sempre foi de que, através do PT, poderíamos experimentar uma vitória eleitoral para colocar em prática o projeto de uma administração de corresponsabilidade com o povo, democrática, transparente, na perspectiva dos direitos, que rompesse com os desmandos e com os interesses particulares que sempre conduziram a prática dos governos municipais que tivemos até hoje.

Infelizmente o PT deixou de ser espaço para a realização desse sonho. Pessoas oportunistas e traidoras das bandeiras históricas de nossa luta por justiça e igualdade ocuparam e tomaram o comando do PT em Poá. Disseminaram uma prática interna e externa que nada se diferencia dos partidos conservadores. Aliaram-se aos grupos dominantes e aderiram ao governo municipal. Com isso, desmoralizaram o partido a um nível irreversível e inviabilizaram o PT como ferramenta de luta social a favor da classe trabalhadora. Refiro-me especialmente às figuras do atual presidente do Diretório Municipal e do agora ex-Secretário da Habitação da cidade.

Por esses motivos e, principalmente, por acreditar no sonho de efetivar um projeto político alternativo, democrático e de esquerda para Poá, deixo o PT.

Saio do PT em nome da coerência e do respeito que tenho com a minha própria trajetória, mas principalmente, para continuar merecedor da confiança de tantos cidadãos, militantes e sonhadores que veem em mim e no grupo que participo uma alternativa real de construção de um poder popular na cidade.

Continuarei minha vida política. Permanecerei estudando e me preparando para novos desafios. Meu compromisso com a cidade é mais forte que nunca.

Muito obrigado.

Milton Bueno de Almeida esteve vereador por três mandatos consecutivos. Considerado radical por alguns, ele fez mandatos populares e sempre lutou contra os desmandos na Câmara de Poá promovendo a fiscalização do uso do dinheiro público. Foi o autor da denúncia que condenou vereadores, inclusive Deneval Dias (PRB), por viajarem com o dinheiro público. Em 2004, ele obteve uma expressiva votação para prefeito e chegou aos 10.733 votos. Em 2008, Bueno foi o quarto candidato mais votado na cidade para vereador, não sendo eleito porque o PT não conseguiu o coeficiente eleitoral.

Milton Bueno tem 50 anos. É professor Titular na EE. Benedita Garcia da Cruz- Calmon Viana desde 1982 e EMEF. Dr. José Pedro Leite Cordeiro- Cidade Kemel desde 1993.

1 comentários:

Adilson Santos disse...

Milton Bueno faz falta sim na Câmara Municipal. Pois nem todos seus pensamentos políticos, eu concordo, afinal, democracia é isto, divergência de pensamentos.

Mas seu modo político no parlamento, faz falta sim para a cidade.

Milton, boa caminhada nesta sua nova jornada política.

Clique e confira as promoções

Publ01