1º DE MAIO. COMEMORAR O QUÊ?

.
Comemorar desemprego, miséria, isso não se comemora, se combate, é o que deveriam fazer os homens que hoje estão no poder, em nosso país. Porém, o que vemos não é isso. Estão eles de braços dados com aqueles que sempre exploraram e que vão continuar explorando o trabalhador e junto estão também as grandes forças sindicais, cujo papel deveria ser a defesa dos explorados.

Ser trabalhador neste mundo capitalista é ser explorado. Por conta da crise financeira atual, que não foram os trabalhadores quem a criou, desde o fim do ano passado até a presente data, mais de dois milhões de trabalhadores brasileiros perderam seus empregos, o que significa mais de oito milhões de brasileiros que entram para engrossar o grande número já existente de miseráveis.

Devemos comemorar alguma coisa? Claro que não. Devemos sim, cobrar dos nossos dirigentes mais respeito com o povo e fazer com que quem criou a crise que pague por ela.

Em nosso município não é nada diferente. Enquanto faltam médicos e remédios nos postos de saúde e no “chamado Hospital”, o Prefeito Francisco Pereira de Sousa, o TESTINHA, como gosta de ser chamado, entrega nosso dinheiro para as construtoras e conseqüentemente beneficia alguns empresários da cidade, como na nova canalização do rio Tucunduva, por exemplo. Essa obra tem um grande beneficiário, o proprietário do imóvel ao lado de onde se executa o serviço, mais conhecido como Edu do Posto. Esse dinheiro deveria estar sendo investido nos bairros, lá sim é que precisa de obras, pois lá é que está a maioria da população. No entanto, vemos mais uma vez festa para tentar enganar a população.

Temos alguma coisa para comemorar? A única coisa que temos certeza é de que se nós nos mobilizarmos e nos unirmos, conquistaremos de verdade nossos anseios.


Prof. Carlos Datovo

0 comentários:

Clique e confira as promoções

Publ01