27 janeiro, 2009

IMPRENSA MARROM

O que acontece com o Jornal Diário do Alto Tietê? No fim de 2008, eram só elogios para a forma de administração do prefeito Roberto Marques (PTB) e para o desenvolvimento que ele teria levado para Poá.

No início de 2009, no entanto, com as constatações realizadas pela nova equipe de governo, este jornal iniciou uma série de críticas ao ex-prefeito. Os editores nem se quer tiveram o respeito com o leitor de dizer que estavam equivocados.

Este tipo de atitude mostra uma séria falta de compromisso com a informação e de incoerência editorial. Para citar apenas um exemplo, no editorial de 23/01/09, ao falar do fechamento da maternidade municipal, chamou a administração anterior de "doente" e de que Testinha teria herdado "abacaxis" de seu antecessor.

Veja, contudo, o que foi publicado em 30/09/2008: "No caso concreto, temos bons governos de Marcelo Candido (PT), em Suzano; Armando da Farmácia (PR), em Itaquá; ROBERTO MARQUES (PTB), em Poá; Jorge Abissamra (PSB), em Ferraz. A continuidade dos referidos prefeitos serão importantes para que o rumo de desenvolvimento econômico e social prossiga, sem interrupção, tampouco turbulências."

Salienta-se que a visão positiva do governo de Marques não foi apontada somente em textos de opinião, como o de cima, mas também em diversas reportagens. Essa situação demonstra o quão descompromissado é o DAT. Não segue as premissas jornalísticas que tantos manuais pregam. Bastaria publicar uma errata sobre suas opiniões equivocadas, mas pelo visto, para o jornal, os leitores não merecem este tipo de atitude.

O espaço público só perde com imprensa deste gênero. Lamentável.

Por Julyana Ferri

24 janeiro, 2009

ANO NOVO, NOTÍCIA VELHA

Felizmente, terminou o mandato de Roberto Marques (PTB) e findou-se sua ineficaz política. O ano é novo, mas as notícias em Poá são como as velhas. Infelizmente, não é com espanto que se recebe a notícia da interdição da maternidade e paralisação de exames laboratoriais. As ações da gestão Roberto Marques para a saúde já demonstravam o descaso para com a qualidade do serviço público que este político e sua equipe tinham.

Diversas vezes denunciamos aqui os problemas pelos quais passavam um setor tão importante para a vida dos cidadãos (vide links abaixo). A falta de vontade política, a ineficiência administrativa, atitudes anti-éticas, desumanas, entre outros adjetivos, foram imperativos no governo que se encerra.

A atual secretária de saúde, Cristiane da Silveira Souza, só confirmou o que todos os que visitam o Pronto-Socorro já sabiam: a falta de estrutura para atender decentemente. Além disso, o Programa Saúde da Família (PSF) está desestruturado; falta medicamentos nos postos de saúde; exames laboratoriais não estavam sendo feitos; funcionários sem receber salários em dia e; a FAEP – empresa administradora da maternidade – está desacreditada.

Francisco Pereira de Souza, o Testinha, acertou em não renovar o contrato com a FAEP. Desde o início de sua atuação em Poá, os munícipes comprovaram a incompetência dela para gerir a saúde da cidade. Além disso, a empresa sofre também severas críticas nas cidades da região nas quais prestou serviços.

Resta-nos agora torcer para que no ano de 2009 tenhamos muita saúde e precisemos menos do serviço público, pois da forma como está, sofreríamos mais ainda. Torcemos para que Testinha mais acerte que erre nesta área, pois ela é essencial. E acima de tudo, lembremo-nos de que Roberto Marques, Fernando Felipe e toda sua equipe, aliados aos olhos vendados dos vereadores, não trabalharam para o povo, mas contra ele. Não deixarão saudades.

FELIZ 2009!!!


http://poa-sp.blogspot.com/2008/05/maternidades.html

http://poa-sp.blogspot.com/2008/02/reflexes-sobre-sade-de-po.html

http://poa-sp.blogspot.com/2007/10/faep.html

Por Leandro de Jesus

Clique e confira as promoções

Publ01