DEBATE ELEITORAL

.
Por Saulo Souza


O Debate Eleitoral realizado por excelente iniciativa da OAB/ACIP POÁ entre prefeituráveis na nossa cidade foi fraco, muito fraco e pobre de idéias. Em debates como esse, apresentar idéias e projetos é importante, mas isso só é possível se o candidato ter desenvoltura para se comunicar. Infelizmente encontrei por lá candidatos despreparados que não conseguiram articular suas respostas em todas as oportunidades que teve, um ou outro salvaram-se.
Sei que devo levar em consideração que situações de ansiedade como essas são naturais em momentos de avaliação, por isso é normal a tendência de baixa produtividade em termos gerais, por outro lado, acredito que capacidade de contornar momentos de pressão é uma das características de uma boa figura pública.
Enfim, saí triste e resignado. O Debate foi péssimo. Se encontros entre pessoas que se dizem preparadas para assumir um cargo público de relevada importância para a população, mesmo tendo opiniões opostas, continuarem não acrescentando nada à cidade, pouca esperança podemos ter de que o nosso futuro possa ser melhor do que tem sido até agora.

Como foi o Debate?

O Debate teve seis blocos. No primeiro, cada candidato falou sobre um tema sorteado. No segundo, fizeram perguntas entre si. No terceiro, seguiram para nova rodada de questões e, no quarto bloco, foi a vez dos jornalistas perguntarem. No quinto, tiveram dois minutos para responder: "Como Poá será entregue em 2012, caso o senhor seja eleito?".

0 comentários:

Clique e confira as promoções

Publ01