29 março, 2008

DESSERVIÇO À POPULAÇÃO POAENSE

Por Leandro de Jesus

Poá comemora nestes dias o 59º aniversário de emancipação político-administrativa. É de se esperar, como manda a tradição, que haja eventos festivos nessa época. É também de se esperar que erros, displicências, descasos e falta de responsabilidades sejam apontadas pela imprensa. No entanto, a prestação essencial desse serviço, como comumente, não foi realizada pelos jornais de Poá.

Nenhum merece alguma ressalva. É interessante contar a história do município, resgatar aspectos importantes, vitórias e acertos. Mas, num momento tão importante da cidade, e principalmente em ano de eleições, é crucial também que haja investigação e publicização dos problemas da cidade, para que possam ser cobrados das autoridades e fiscalizados pelos cidadãos.

O jornal Novo Milênio, em uma pretensa edição especial de aniversário, prestou um grande desserviço à população. Ao invés de tratar de temas que correspondessem aos interesses de toda à população, foi praticada uma apologia ao Roberto Marques. Não que o jornal não tenha o direito de elogiá-lo, mas é uma mediocridade dizer tratar-se de uma edição especial, quando na verdade apresenta uma massacre de 20 fotos e textos sobre o atual prefeito. Por sinal, apenas aspectos positivos foram mostrados. Seria Marques e secretários perfeitos???

É um desrespeito com a população, principalmente em se tratar de ano eleitoral. Sabemos, no entanto, a que interesses serve uma publicação desse tipo. Os poaenses perderam uma ótima oportunidade para refletir sobre seus problemas, principalmente o da saúde, que tanto nos aflige. Se dependermos de jornais dessa categoria, a população sempre ignorará o que acontece em nosso entorno. Prestemos, então, atenção contra imprensa desse tipo. Não aceitemos essas formas de manipulação da realidade.

28 março, 2008

OPERETA


Por Saulo Souza


O excelente trabalho teatral apresentado pela Associação Cultural Opereta na noite do último dia 21 de março no centro de Poá fez a cidade acreditar ainda mais no poaense. Mesmo com poucos recursos, atores voluntários e singela contribuição financeira do Governo Municipal, o Grupo Opereta realizou obra grandiosa aos olhos de todos. Talento e comprometimento sobraram. Confesso, fiquei orgulhoso ao constatar o que nossa cidade tem de melhor. Lembrei do Elefante. Você já observou elefante no circo? Durante o espetáculo, o enorme animal faz demonstrações de força descomunais. Mas, antes de entrar em cena, permanece preso, quieto, contido somente por uma corrente que aprisiona uma de suas patas a uma pequena estaca cravada no solo.
A estaca é só um pequeno pedaço de madeira. E, ainda que a corrente fosse grossa, parece óbvio que ele, capaz de derrubar uma árvore com sua própria força, poderia, com facilidade, arrancá-la do solo e fugir.
Que mistério! Por que o elefante não foge?
Há alguns anos descobri que alguém havia sido bastante sábio para encontrar a resposta: o elefante do circo não escapa porque foi preso à estaca ainda muito pequeno. Fechei os olhos e imaginei o pequeno recém-nascido preso: naquele momento, o elefantinho puxou, forçou, tentando se soltar. E, apesar de todo o esforço, não pôde sair. A estaca era muito pesada para ele. E o elefantinho tentava, tentava e nada. Até que um dia, cansado, aceitou o seu destino: ficar amarrado na estaca, balançando o corpo de lá para cá, eternamente, esperando a hora de entrar no espetáculo.
Então, aquele elefante enorme não se solta porque acredita que não pode. Para que ele consiga quebrar os grilhões e se ver livre é talvez necessário que ocorra algo fora do comum, como um incêndio por exemplo. O medo do fogo faria com que o elefante em desespero talvez quebrasse a corrente e fugisse.
Vou logo concluindo, a falta de desenvolvimento cultural na cidade é a nossa estaca há quase 60 anos. O Grupo Opereta protagoniza então o inicio de um rompimento com o “destino”. Poaenses são elefantes. O despreparo de políticos na realização de políticas públicas que fomente a cultura no município não poderá mantê-los amarrados na estaca, balançando o corpo de lá para cá, eternamente, esperando a hora de entrar no espetáculo. Parabéns Opereta!

ANTENADO

Autorizados desde 1995, os cartões corporativos do governo federal foram instituídos em 2001, ainda na gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e entraram em funcionamento no primeiro ano da administração Lula. O objetivo era dar mais transparência e eficiência aos gastos em substituição às contas "tipo B", pelas quais o servidor recebia dinheiro e depois comprovava os gastos. O objetivo é que os cartões fossem usados para gastos emergenciais e essenciais. Entretanto, o que se tem verificado é o desvio de funções nesse uso. Há denúncias de que esse meio de pagamento foi utilizado para pagamento de diárias indevidas, como gastos com pessoas que não estavam em comitiva oficial e em dias que o servidor sequer estava hospedado. Até bebidas alcoólicas foram compradas com o cartão. Extratos de gastos com cartões corporativos como estes estão disponíveis no Portal da Transparência do governo federal com livre acesso para todos os cidadãos. O endereço é www.portaldatransparencia.gov.br.

09 março, 2008

Iluminação Pública


Por Saulo Souza

Há muito os poaenses sofrem com a iluminação pública precária na cidade. Em todos os bairros encontramos pessoas que sofrem no palco perfeito para assaltos e acidentes. O Poder Público ainda não se deu conta de que a iluminação urbana exerce grande influência no cotidiano das pessoas. Um bom projeto de iluminação pode trazer muitos benefícios à sociedade, como segurança, facilidade de orientação, valorização da identidade cultural e integração entre as pessoas da comunidade.

Numa cidade onde o Poder Público se preocupa com qualidade de iluminação pública, as pessoas são estimuladas a interagir com o meio em que vivem, elas podem desfrutar dos simples prazeres da vida noturna, como caminhar com liberdade em locais públicos, ir e vir da escola e faculdade, do trabalho e do comércio com segurança, passear de bicicleta ou mesmo de carro e ir a espaços públicos como a igreja com liberdade, pois elas se sentem seguras para sair à noite. Cidade bem iluminada tira as pessoas amendontradas pela violência de dentro de seus lares e aproxima umas das outras, humanizando, por intermédio do convívio social, a vida na cidade.

Assim, é urgente e salutar que a Administração Municipal e os Senhores Vereadores atentem para esta ‘idéia de luz’, afinal de contas, projetos de iluminação urbana ajudam a criar uma imagem positiva da cidade, garantindo segurança a todos, e reforçando a auto-estima das populações locais - um projeto de iluminação criativo e bem executado estimula o turismo e contribui para atrair novos investimentos.

08 março, 2008

Dia da Mulher

Por Saulo Souza

No limiar do terceiro milênio, mais que nunca se faz imprescindível e vital, no mundo e no Brasil, a ampliação da efetiva participação das mulheres na vida política, não apenas como eleitoras, mas principalmente como ocupantes eleitas de todos os cargos. A conquista do voto, fruto da coragem, tenacidade e sacrifícios, já foi uma demonstração admirável do quanto podem e do quanto valem. O desempenho dos mandatos, embora ainda em número muito aquém do que a sociedade necessita, só tem revelado que as mulheres, acima da média dos homens, sabem tratar com capacidade, responsabilidade e amor a coisa pública. Feliz dia da Mulher!

POR QUE O DIA 8 DE MARÇO?


Neste dia, do ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Estas operárias que, nas suas 16 horas, recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". De então para cá o movimento a favor da emancipação da mulher tem tomado forma, tanto no Brasil como no resto do mundo.

O QUE SE PRETENDE COM A CELEBRAÇÃO DESTE DIA?


Pretende-se chamar a atenção para o papel e a dignidade da mulher e levar a uma tomada de consciência do valor da pessoa, perceber o seu papel na sociedade, contestar e rever preconceitos e limitações que vêm sendo impostos à mulher.

Clique e confira as promoções

Publ01