SECRETARIA DE TURISMO

.
Por Leandro de Jesus

Nesta semana serão empossados novos secretários do governo municipal, entre eles, Augusto de Jesus, que será responsável pela pasta de Turismo. Augusto, presidente do inexpressivo PRB, indicado para uma secretaria desnecessária, mostra qual é sua qualificação para o cargo: apenas visitar cidades turísticas.

Segundo o novo secretário, a cidade nunca conseguiu montar uma sólida estrutura para o turismo e que agora o caminho começa a ser aberto. Ele, como o governo Roberto Marques, são ignorantes com relação ao assunto Turismo. A atividade turística para ser alavancada, a priori, necessita dispor de recursos turísticos, os quais, em Poá, quase inexistem. É, portanto, totalmente inútil e onerosa a criação dessa pasta, principalmente por a cidade não ser na prática um local atrativo para visitantes.

Augusto fala na criação de um parque aquático. Ele repete as palavras de Aessio Ramos, as quais nunca foram cumpridas. Basta ler os arquivos dos jornais da cidade, que tratavam também a respeito da transferência do centro de fisioterapia e reativação do antigo balneário. Além disso, a cidade impera outros serviços, não a criação de um parque com recursos públicos.

Cria-se uma pasta com o pretenso objetivo de alavancar o turismo, mas, nem o prefeito e nem o novo secretário conhecem tecnicamente a área. Se houvesse um Conselho Municipal de Turismo com caráter técnico e não político, o turismo na cidade poderia ser visto de outra forma.

Essa nomeação é mais uma mostra da criação de cabides de empregos que se perpetua na prefeitura da cidade e do descompromisso dos governantes em relação ao gasto das verbas públicas.

0 comentários:

Clique e confira as promoções

Publ01