Você é Zorro ou Tonto?

.
Por Saulo Souza

Quem lança essa pergunta é o advogado Rogério Gonçalves, de São Paulo, que estava inspiradíssimo quando escreveu “Eu sou Tonto. Você é o Zorro?”:


É amigo cidadão brasileiro. Eu sou Tonto. Eu tomo por base três palavras: bom dia, por favor e obrigado. Tonto. Eu reclamo de bueiros entupidos, fios partidos de telefone, carros abandonados em via pública, buracos, vazamentos de água, telefonia, eletricidade... Sou Tonto.

O bom é ser Zorro. É se dizer herói, cada vez mais isolado. Eu? Não. Tonto. Ando por aí e, a cada coisa errada, procuro visualizar o responsável e notificar. Não me exponho. Sou Tonto, não burro. Procuro sites, telefones, endereços, órgãos públicos e denuncio. Tonto.

Legal é ser Zorro e viver debaixo da cegueira frente às mazelas. Zorro que é herói. Vive isolado e não liga se o muro sujo é o do vizinho. Ainda bem que não é o seu, Zorro. Eu? Não. Tonto, me preocupo com o vizinho e vou lá limpar.

Ajudo animais abandonados. Procuro difundir a idéia da educação e do respeito ao ser vivente. Tonto. Zorro tem máscara. Esconde-se no anonimato. Eu? Tonto. Ao encontrar carro quebrado, farol sem funcionar ou cruzamento sem sinalização, procuro notificar os órgãos de polícia e tráfego. Tonto.

Zorro tem carro bonito. Ninguém encosta no cavalo do homem. Frio, dentro de seu isolamento. Eu? Tonto. Procuro demonstrar aos que encontro que não importa o cavalo, importa a civilidade, a coexistência, a solidariedade.

Zorro que é Zorro tem revólver. Saca e atira em quem julga transgressor. Eu? Tonto. Puno o transgressor, procurando sempre dar mais uma chance. Embora reconheça que alguns deveriam ter um tratamento muito mais severo. Sem violência. Mas com trabalho em serviço social. Tonto. Procuro sempre estender a mão. Não empurrar ladeira abaixo. Tonto.

Eu não jogo lixo na praia. Cato. Tonto. Ora, mas não se paga imposto para limpar a praia? Ora, isso é coisa de Zorro. Eu economizo água, luz e procuro dar tratamento ao lixo. Zorro que é Zorro joga no lixo. Coisa pequena. Tem lixeiro pra que? Eu aperto descarga em banheiro público. Não gasto papel desnecessariamente. Eu, reclamo em restaurante. Não tenho vergonha por estar neste ou naquele lugar. Isso é pro Zorro que tem uma imagem à zelar. Eu sou Tonto.

Eu me preocupo com meu povo. Ainda que numa razão ínfima. Queria fazer mais. Eu olho meu semelhante, e me preocupo com ele. Zorro já defende. Herói é herói. Eu? Sou Tonto. Não consigo entender como as autoridades desconhecem os riscos que correm. Só despertam quando vítimas de barbáries. Eu? Tento avisar. Chego em casa tarde e sempre me policio. Luto por Justiça e não vingança. O Zorro já saca e atira. Revólver em punho. Fim dos salafrários. Sou Tonto.

Respeito a história do meu povo. Não denigro sob o manto da piada. Isso quem faz é o Zorro. Que ri da adversidade, do ocorrido. Eu zelo pelo verdadeiro herói. Aquele que dá, sem a ganância do que terá em troca. Aquele que faz. Age. Não olha. Eu vejo uma árvore na calçada. O Zorro reclama do descaso da calçada esburacada. Quem está certo? Ora, amigo, eu sou só Tonto.

1 comentários:

Anônimo disse...

NOSSO HEROI MASCARADO ZORRO É SEM DUVIDA UM GRANDE HEROI COMO NOSSO HEROI BETO CARRERO… E NOS ORGULHAMOS AGORA DE VIRGINIA DE MAURO “A LULLY”, AFILHADA DE BETO CARRERO, LANÇANDO O CD MUNDO ENCANTADO, SONHO DE BETO CARRERO, REALIZADO. ESTÁ LINDO O TRABALHO. VEJAM O ESPECIAL VIRGINIA DE MAURO NO YOUTUBE. MUSICA DO FAISCA NO CLUBE DOS COMPOSITORES TITULO: “O CAVALO MAIS FAMOSO DO BRASIL”. E ZORRO E BETO CARRERO É TUDO DE BOM. É QUE DESEJO PRA VC E VIRGINIA DE MAURO QUE VIREI FÃ.

Clique e confira as promoções

Publ01