Manchetes

.
Por Leandro de Jesus Gomes, estudante de Jornalismo na PUC-SP

O sitio da prefeitura de Poá - www.poa.sp.gov.br - está especializando-se em publicar enganações, balelas, lero-leros. Esquecem apenas que tem pessoas de olho e que esclarecem a realidade.

Parque Municipal

“No último dia 28 de setembro, técnicos da Secretaria do Estado de Meio Ambiente estiveram em Poá, juntamente com o diretor de Meio Ambiente, Fernando Poyatos, vistoriando a área no Jardim Débora, local onde o prefeito Roberto Marques planeja a construção do Parque Municipal de Poá”.
O sitio afirma mais um lero-lero: “O projeto faz parte do plano de governo de Marques de preservar as áreas verdes da cidade e consolidar Poá em sua vocação natural, que é ser uma estância hidromineral”.

Todos sabemos que é exatamente isso que o nosso prefeito não quer. Vide todas alterações nas praças da cidade. Vide construção em plena área verde do município. Vide derrubada de árvores da 9 de Julho, entre outras ocupações imorais do espaço público.

A idéia do parque até que é ótima, mas não venha mentir para a população que há preocupação com o meio-ambiente.

Sem Tetos

“Ocupantes de uma área particular no Jardim São José estiveram na Prefeitura de Poá na manhã de 4 de outubro para pedir ajuda da Prefeitura em relação à ordem de desocupação que receberam da Justiça, a qual atendeu ao pedido dos proprietários da área.”

Sabe qual é o único apóio da prefeitura a eles? Um desejo. “O prefeito Roberto Marques determinou toda a atenção da Prefeitura a este problema social, desejando que ocorra um desfecho favorável aos cidadãos”. É isto que está no sítio da prefeitura. O povo quer ajuda e eles apenas dão apoio moral. Parece piada.

Central de Agendamento

Poá criou uma central de agendamento para consultas e exames. Seria louvável se pelo menos o atendimento nos postos e hospitais fossem decentes. E pior, como agendar 20 mil exames, que é a média necessitada pela população, se a prefeitura autorizou a FAEP – gestora da saúde no município – a fazer apenas 12 mil? Talvez o prefeito saiba explicar.



0 comentários:

Publ01