N e p o t i s m o

.
Não é de hoje que nos deparamos com cargos públicos preenchidos por parentes e amigos dos ocupantes do poder. Na nossa cidade essa prática alcança o absurdo. Muitos profissionais qualificados são preteridos para que pessoas ligadas por laços de sangue ou mesmo de amizade com os filiados do PTB (partido de filiação do Prefeito Roberto Marques) e de Vereadores dos mais variados partidos, encontrem um lugar ao sol. Isso mesmo! Vereadores e membros do Executivo estão favorecendo cegamente parentes e amigos em detrimento de pessoas mais qualificadas, especialmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos públicos. É a pratica do que chamamos de nepotismo ou em termos mais amplos, porém intimamente relacionados, "pistolão" e empreguismo.


Legislativo e Executivo uniram forças para atender seu próprios interesses em detrimento da coletividade, do grito e das necessidades do povo pobre e trabalhador. Na última sessão legislativa, os vereadores aprovaram o Projeto do Executivo que estabelecia a criação de mais 05 (cinco) cargos em comissão, traduzindo-se assim num prejuízo mensal para os cofres públicos no valor de R$ 15 000,00. Não foi levado em conta a enorme quantidade de assessores a disposição que perambulam pela prefeitura com papéis e cartas nas mãos - os verdadeiros office-boys de luxo que estão escoando o dinheiro publico e já trabalhando para reeleição de seus entes no próximo ano.


São os cargos as moedas de trocas nos apoios partidários. Já foram oferecidos 200 (duzentos) cargos para cada partido que apoiar a reeleição do Sr. Roberto Marques. Esse mal que antes reinava nas escondidas, agora está às claras... ali na saída do túnel na região central. Um tal abrigo “Centro de Informações” com quase cinco pessoas para o que? Não sei! Talvez fazer recortes dos jornais da região e divulgar as “boas obras” realizada por esta Administração que pode se dizer uma das que mais escoaram o dinheiro público na história da nossa cidade ou ainda servir algodão doce para divulgar o circo que está na cidade. Seria cômico se não fosse triste, funcionário com enorme crachá e em horário de expediente servindo algodão doce em nome do circo que se encontra instalado na Praça dos Eventos, sendo remunerado com o meu e o seu dinheiro. Esta imagem não sai da minha cabeça.


Enfim, não somente esta, mas também a de um estudo publicado numa edição antiga da revista Nature que mostrava que até mesmo as mais simples criaturas sociais - amebas - têm a capacidade de não só reconhecer os parentes, como de praticar uma discriminação que os favorece. O trabalho, realizado por pesquisadores da Universidade Rice, provou relativa sofisticação do comportamento social entre micróbios. Seres nojentos, rastejantes e nepotistas? Parece uma certa Administração Municipal que eu conheço…

2 comentários:

Anônimo disse...

É muito triste ver a realidade que estamos vivendo no Brasil inteiro, quem dirá na nossa pequena Poá.
Algumas pessoas tem a coragem de dizer que "alguns parentes" não contam como nepotismo. Porém fica a minha indignação com a quantidade de pessoas qualificadas e sem empregos. Isto é uma vergonha. Se formos olhar só aqui na nossa cidade e fazermos um comentário rápido e meio superficial, vc quer ver?
Conte aí a vergonha!!!!
mulher do prefeito
filho do prefeito
filha do prefeito
genro do prefeito
2 irmãos do genro
a irmã da nora do prefeito
irmão da nora do prefeito
a mulher do Vice-prefeito
a mulher do Sec. de Comunicação
os 2 cunhados do secretário
as 2 cunhadas do secretário
a irmã do secretário
o diretor de imprensa
os 3 filhos do diretor
o secretário de obras
a filha do secretário
o secretário de trabalho
a filha do secretário
ENFIM E POR AÍ VAI.........
TODOS MAMANDO NAS TETAS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO MUNICIPAL.

E QUEM PAGA????????

Anônimo disse...

Por cima....quase trinta!!!!!!!!!!
Absurdo!

Publ01